Sua mensagem foi enviada com sucesso!
Aquecimento global ameaça corais que só existem no litoral brasileiro

Blog

Aquecimento global ameaça corais que só existem no litoral brasileiro

Casos e Contos 29/07/2010
Compartilhar

O aquecimento global é o grande vilão da atualidade também no fundo do mar. As altas temperaturas que atingem as águas dos oceanos provocam mudanças no ecossistema marinho e ameaçam espécies de corais encontradas somente no litoral do Brasil. Das 40 espécies encontradas no litoral brasileiro, 20 são exclusivas de nosso País.

Em pesquisas realizadas pelo Projeto Coral Vivo, que fica em Arraial d’Ajuda, em Porto Seguro, na Bahia, em 2,5 mil km da costa, do Rio Grande do Norte até a baía da Ilha Grande, no Rio de Janeiro, as ameaças começaram a ser notadas desde março deste ano, quando os corais começaram a sofrer branqueamento causado pela ausência de algumas espécies de microalgas para viver.

As algas se instalam na segunda camada da pele do coral. Como todas as plantas, elas fazem fotossíntese, isto é: obtêm energia da luz do sol. O que sobra, doam ao coral em troca de abrigo. Porém quando a temperatura da água está acima do normal as algas produzem água oxigenada, que é tóxica para o coral. Para se proteger, ele as expulsa. E sem elas, o esqueleto branco fica visível.
Segundo a bióloga Patrícia Martins Pereira, a possível extinção dos corais alterará toda rede alimentar dos oceanos:

“Todo processo de extinção leva a um enorme desequilíbrio. Todas as espécies estão relacionadas de maneira direta ou indireta. Com a possível morte dos corais haverá uma redução da biodiversidade além da redução da produtividade primária e da biomassa”, explica.

Os corais vivem em relação mutualista com algas e em simbiose - relação mutuamente vantajosa entre dois ou mais organismos vivos de espécies diferentes - com inúmeras outras espécies. Porém, segundo a bióloga, ainda estamos em tempo de recuperar a vida dos corais: “Atitudes coletivas, individuais, sociais e políticas devem ser tomadas com a maior urgência no sentido de reduzir a emissão de gases estufa e conscientizar a população para não poluir as águas.”

Ainda segunda ela, a maioria da população acredita que os problemas gerados pela poluição atmosférica sejam exclusivamente atmosféricos.

“Como podemos observar, infelizmente tão tardiamente, o aquecimento global e a poluição atmosférica prejudica toda a natureza, ocasionando problemas em efeito dominó”, finaliza Patrícia.

Bruna Sales para Bombarco
Foto: Cleveland P. Hickman Jr