Sua mensagem foi enviada com sucesso!
Dia Mundial do Meio Ambiente – A importância de cada um fazer a sua parte

Blog

Dia Mundial do Meio Ambiente – A importância de cada um fazer a sua parte

Casos e Contos 04/06/2012
Compartilhar

Se cada um fizer a sua parte todos nós teremos um planeta limpo e agradável para viver. Pode parecer uma missão fácil, mas a verdade é que nem todos cumprem com a sua parte, e por isso o planeta sofre as conseqüências. Nesse Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado no dia 05 de junho, o Bombarco trouxe alguns exemplos de pessoas que já trabalham na preservação da vida marinha e no cuidado com o ecossistema para demonstrar que cuidar do planeta é tarefa de todos nós.

Esse é o caso da ONG Vivamar, que há sete anos atua no litoral de São Paulo e do Rio de Janeiro reunindo pessoas do setor náutico e amantes do mar que buscam encontrar formas de preservar o meio ambiente marinho sem que isso resulte em restrições ao uso sustentável do mar. “Temos feito trabalhos de apoio e educação ambiental em relação à limpeza de praias, atuamos na área de preservação de espécies, como os peixes de bico, e participamos de todos os Conselhos das APAs Marinhas, como a ESEC Tupinambas (Alcatrazes) em São Paulo”, conta Júlio Cardoso, vice-presidente da ONG.

Outro exemplo de trabalho voltado à preservação do meio ambiente é o Instituto Ekko Brasil (IEK), localizado em Santa Catarina, que trabalha com a interação entre pesquisa e mobilização social com foco na conservação da biodiversidade. “O objetivo é mostrar que podemos preservar o ambiente com melhor qualidade de vida, desde que possamos mudar a mentalidade de consumo e atitudes agressivas com relação ao meio ambiente”, explica Carvalho Júnior, gerente de projetos e pesquisa do Instituto. Um dos trabalhos realizados pelo IEK é o Projeto Lontra, que desde 1986 atua na proteção desses mamíferos semiaquáticos que habitam rios e lagoas e que foram classificados pelo Instituto como vulneráveis no estado de Santa Catarina.

Para Carvalho Júnior, preservar o meio ambiente é importante porque “diz respeito à nossa própria sobrevivência, a nossa saúde e a nossa economia. Não podemos olhar os ecossistemas como se não fizéssemos parte dele”. Segundo o diretor, uma boa maneira de contribuir com as espécies animais é atuar como ecovoluntário. “A satisfação do ecovoluntário é imensa, pois este participa de ações de pesquisa e conservação visitando lugares incríveis e belíssimos, inacessíveis ao público em geral”.

Outra dica para preservar o meio ambiente, segundo Júlio Cardoso, é “primeiramente, ter consciência dos impactos que o lixo e práticas erradas podem causar na vida marinha e, a partir disso, mudar as suas atitudes buscando preservar a natureza em geral”. Outra sugestão do vice-presidente da Vivamar é “procurar entender e apoiar campanhas que cobram dos governantes uma atitude responsável em relação ao meio ambiente, como investir em tratamentos de efluentes nas cidades do litoral ou ter mais cuidado com a exploração do petróleo no nosso país”.

Quem também atua a favor do ambiente é a Bahia Marina, que além das ações de preservação do ecossistema que desenvolve ao longo do ano, preparou em alusão ao Dia Mundial do Meio Ambiente uma ação especial: a marina distribuiu pela cidade de Salvador, BA, onde está localizada, outdoors com centenas de latas de alumínio coladas na placa junto com a seguinte mensagem: “Todo ano, muito mais do que isso vai parar no mar”. A ideia surgiu a partir da quantidade de lixo que chega até os oceanos. Somente em um trecho do mar de Salvador durante o período de Carnaval foram recolhidas 1.352 latas, 532 garrafas pets entre outras centenas de objetos, segundo dados divulgados pela Bahia Marina. De acordo com o membro da Comissão Científica, da Global Garbage, Gustavo Freire de Carvalho, a Baía de Todos os Santos apresenta o segundo maior número de itens em lixo marinho submerso.

Fazer a sua parte pode ser muito simples. Aqui no Bombarco, por exemplo, a conscientização ambiental sempre foi praticada por meio de pequenos hábitos, como separar o lixo reciclável do que não é aproveitável, utilizar o verso de folhas usadas como rascunho, utilizar copos de vidro ao invés de material descartável, além da realização de campanhas de incentivo à preservação da vida marinha com matérias especiais sobre o tema.

Confira abaixo outras dicas que você também pode fazer para ajudar o nosso planeta:

- Prefira o uso de produtos biodegradáveis;
- Jogue sempre o lixo no lixo;
- Diminua a quantidade de lixo que você produz todo dia;
- Descarte pilhas e baterias em locais adequados;
- Evite banhos demorados;
- Separe, recicle e reutilize o seu lixo;
- Não construa à margem de rios, lagos, represas ou mananciais;
- Não jogue lixo em rios, lagos ou oceanos;
- Apague a luz e desligue a tela do seu computador quando se ausentar do local de trabalho;
- Plante uma árvore.

A data

A data surgiu em 1972, em alusão a um encontro promovido pela ONU (Organização das Nações Unidas) que reuniu 113 países e 250 organizações não governamentais para discutir assuntos ambientais que englobassem todos os países. A Conferência das Nações Unidas, como foi batizado o encontro, teve como pauta principal a degradação que o homem tem causado ao meio ambiente e os riscos que isso poderia significar para a sobrevivência da humanidade, além da necessidade de preservar a diversidade biológica.

A importância da data está relacionada à todas as discussões existentes nos dias de hoje sobre a preservação ao meio ambiente, como a poluição do ar, do solo e da água; desmatamento de florestas, diminuição da biodiversidade e da água potável ao consumo humano; destruição da camada de ozônio e a extinção das espécies vegetais e animais.


Juliana Barbosa para Bombarco
Foto: Bombarco