Sua mensagem foi enviada com sucesso!
Programa Onda Limpa na Baixada Santista

Blog

Programa Onda Limpa na Baixada Santista

Casos e Contos 02/02/2010
Compartilhar

O Programa Onda Limpa, é um projeto do Governo do Estado de São Paulo, iniciado em 2007, com o objetivo de recuperação ambiental do litoral brasileiro.


A primeira fase do programa consiste em ampliar o índice de coleta de esgoto dos 54% atuais para 95% e ter 100% desse esgoto tratado. Essa etapa do projeto deverá ser concluída no final de 2011 na Região Metropolitana da Baixada Santista, incluindo as cidades de Santos, São Vicente, Praia Grande, Guarujá, Itanhaém, Peruíbe, Mongaguá, Cubatão e Bertioga.


Segundo informações da assessoria de imprensa da Sabesp, boa parte das obras, como as estações de tratamento de esgoto e estações de pré-condicionamento, já começa a funcionar no início deste ano.
Com investimento de 1,3 bilhão até 2011, o progrma ajudará a recuperar a balneabilidade das praias; incentivar o turismo, a geração de empregos e renda na Baixada Santista; reduzir o número de internações por doenças de veiculação hídrica; reduzir os índices gerais de mortalidade, especialmente o de mortalidade infantil; e, gerar 4 mil empregos diretos na Região Metropolitana da Baixada Santista, durante a execução das obras.

A programação prevê sete estações de tratamento de esgotos, com capacidade total para 1.621 litros por segundo; duas estações de pré-condicionamento, com capacidade total de 6.700 litros por segundo; 1,15 km de emissário terrestre; 4,40 km de emissário submarino; 1.058,97 km de redes coletoras; 49,46 km de coletores-tronco; 123.024 ligações domiciliares; 101 estações elevatórias; 70,66 km linhas de recalque; 2,2 km de interceptores; e, seis sistemas de admissão de água dos canais (reforma).

Para uma segunda fase o governo lançou, em 2008, o programa no Litoral Norte, que pretende beneficiar 600 mil pessoas nos municípios de Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba. Até 2015, o programa elevará o índice de coleta de esgoto da região de 36% para 85%, tratando 100% deste total. O investimento de R$ 260 milhões será com 390 km de redes coletoras, coletores tronco, interceptores e emissários; 26.000 novas ligações domiciliares; 155 estações elevatórias de esgotos (execução e reforma); 15 estações de tratamento de esgotos; uma estação de pré-condicionamento e emissário submarino – Ilhabela.

Informações sobre as obras em cada cidade estão no site http://www.ondalimpa.com.br/

Vanessa Xavier para Bombarco
Fonte: Assessoria de Imprensa Sabesp