Sua mensagem foi enviada com sucesso!
Resgate de um golfinho encalhado

Blog

Resgate de um golfinho encalhado

Casos e Contos 05/12/2012
Compartilhar

O Instituto Gremar mal tinha se instalado na Ilha dos Arvoredos, no Guarujá, para onde foi em 2007 a convite do IBAMA, quando a veterinária Andrea Maranho precisou fazer seu primeiro resgate na região. A equipe recebeu, às 5h, a notícia de que um golfinho havia encalhado na praia das Astúrias.

Pensando ser um golfinho Toninha, a veterinária foi sozinha até a praia em socorro do animal, mas chegando lá encontrou um bicho bem maior que o esperado. “Imagine a minha surpresa! Chego sozinha, esperando encontrar um golfinho de 50 cm e encontro um de 3,20 m”, conta Maranho rindo. Era um golfinho nariz-de-garrafa, que estava na zona de varrido. Ela explica que, geralmente, os golfinhos que encalham são Toninhas pequenos, com cerca de 1 m de comprimento.

Diante do nariz-de-garrafa de quase 250 kg, a veterinária precisou pedir ajuda a quem passasse pela praia àquela hora. Para sua sorte, um grupo de rapazes voltando da balada estava passando. Andrea não pensou duas e grito u: “Vamos lá, galera! Vamos ajudar!”.

Os rapazes, um pouco embriagados, se animaram com a aventura e foram para água com Andrea. A veterinária confessa que ficou preocupada com a possibilidade de uns deles se afogar, devido ao estado em que estavam, mas tudo correu bem. “Ficou todo mundo sóbrio com a adrenalina,” comemora.

Infelizmente, o golfinho voltou a encalhar pouco tempo depois, às 7h, dessa vez na praia das Pitangueiras. Mas dessa vez, o resgate contou com apoio do Corpo de Bombeiros e de mais pessoas que já tinham acordado àquela hora.

Depois do resgate, o golfinho foi levado para o instituto, onde foi tratado por uma semana e pode finalmente voltar ao mar. “Ele foi nosso primeiro grande paciente,” revela Andrea.

Instituto Gremar

O Instituto Gremar é uma organização pioneira na Baixada Santista, trabalhando desde 2004, por meio de equipes multidisciplinares, com monitoramento ambiental, reabilitação de animais vitimados, cursos de capacitação profissional, atividades de educação ambiental em espaços formais e não formais, e atendimento a emergências ambientais com fauna.

 

Marília Passos para Bombarco
Fotos: Gremar