Sua mensagem foi enviada com sucesso!
Aproveite o passeio de barco para viver o prazer da pesca

Blog

Aproveite o passeio de barco para viver o prazer da pesca

Esporte náutico e Lazer a Bordo 06/05/2009
Compartilhar

Muitas vezes, durante um passeio de barco com a família ou amigos, perde-se a oportunidade de ter grandes emoções pescando por falta de informação. Para que isso não aconteça, o Bombarco conversou com a referência brasileira em pesca com isca artificial, Nelson Nakamura, que deu dicas para quem quer entrar nesse universo.

Segundo Nelson, a melhor forma de aprender a pescar durante um passeio é a modalidade Corrico, pois ela não exige muitos conhecimentos e habilidades, mas já permite que a pessoa entre em contato com os equipamentos básicos e comece a se familiarizar com eles.

Corricar é simples, exige poucos equipamentos e a velocidade da navegação que tem que ser de 5 a 8 nós. Confira o que é necessário:

- Suporte de vara no barco;
- Vara de 6 a 7 pés de comprimento (de 1,80m a 2,10m), com 25 a 3 libras de resistência;
- Isca de meia água com barbela na parte frontal, podendo ser larga, curta ou longa;
- Linha de 0,40 a 0,50mm de diâmetro;
- Carretilha ou molinete com alarme e que comporte de 100m a 150m de linha.

Para começar a pescaria a embarcação de estar com a velocidade reduzida e o equipamento deve estar montado. Lance a isca na água com 30m a 50m de linha e coloque a vara na suporte. Aí, é só esperar a isca ser fisgada e torcer para que seja um dos grandes, pois esse é um dos grandes prazeres da pesca. Quando soar o alarme da isca, pare a embarcação, pegue a vara do suporte e tire o peixe da água. Este é o momento de maior emoção na pescaria!

Corricar é umas das melhores maneiras de fazer nascer a paixão pela pesca, não deixe de viver esse prazer!

fotos: Arquivo pessoal. / jornalista: Aline Eira MTB: 55.879-SP

NELSON NAKAMURA


Paulista de São Bernardo do Campo, Nelson começou a pescar quando tinha apenas seis anos por influência da família, que morava próxima à represa Billings. Em 1982, foi um dos precursores da pesca com iscas artificiais e tornou-se campeão do Cruzeiro de Pesca da APIA (Associação dos Pescadores com Iscas Artificiais). De 1986 a 1990 consagrou-se campeão do Torneio de Pesca de Robalos no canal de Bertioga e campeão do Torneio de Pesca de Robalos em Caiobá (litoral Paranaense). Foi também recordista brasileiro de Black Bass em campeonato na Represa de Capivari/Cachoeira - capturou um exemplar de 2,520 kg. Atualmente, é consultor técnico de lojas especializadas e apresentador do programa Pesca Alternativa (SBT - Rede Nacional). É também presidente da ANEPE (Associação Nacional Ecologia Pesca Esportiva) e realiza mensalmente cursos de arremessos com carretilhas para principiantes e também para aqueles que desejam o seu melhor desempenho, no curso avançado, Curso de Equilíbrio de Equipamentos e Trabalho de Iscas Artificiais, Curso de Técnicas de Pesca de Robalo, através da Magic Fishing School.