Sua mensagem foi enviada com sucesso!
Conheça o Cruzeiro à Vela e saiba como preparar sua viagem

Blog

Conheça o Cruzeiro à Vela e saiba como preparar sua viagem

Esporte náutico e Lazer a Bordo 16/03/2011
Compartilhar

Com um forte apelo ecológico pela utilização sustentável dos recursos naturais, o Cruzeiro à Vela já é uma modalidade difundida e almejada. No entanto, para sair pelo mar em um barco à vela e navegar em lugares desconhecidos saiba que um bom planejamento é fundamental.

Para ser tripulante de um veleiro oceânico é necessário ter muita disciplina, comprometimento, concentração, trabalho em equipe e sensibilidade para perceber a importância de cada um para o sucesso final da equipe.

Em primeiro lugar é preciso que o marinheiro e sua tripulação certifiquem-se de que o veleiro que sairá rumo à viagem atende às exigências feitas pela Marinha do Brasil. Veleiros com menos de 26 pés não são considerados de oceano e, por isso, não estão autorizados a fazer viagens em mar aberto.

Sendo um barco apto para a viagem, é hora de traçar o roteiro, escolher os locais que serão visitados e estudar a rota. Segundo o skipper Miguel Martignoni, comandante da expedição Mar de Orion, é muito importante conhecer a estrutura dos lugares em que o veleiro atracará:

“É preciso conferir se a cidade tem opções de abastecimento de combustível, disponibilidade de peças e serviços e locais para reposição de alimentos e água”, explica.

De início, não faça viagens muito longas. O aconselhável é viajar entre 50 e 70 milhas (uma milha equivale a 1,6 quilômetros) de um lugar para o outro:

“A fadiga na água é muito grande e nem percebemos, quando chega, não tem como controlá-la”, diz Miguel.

Roteiro escolhido e traçado na carta náutica é hora de estudar o percurso. Ficar atento com lajes, bancos de areia e as sinalizações de canais e símbolos nas cartas, que estarão sempre demarcados e visíveis. Verifique quais serão os ventos favoráveis para sua navegação junto ao rumo traçado na carta náutica, que o acompanhará desde sua saída ao seu destino de chegada.

“A carta náutica é imprescindível num cruzeiro à vela”, lembra o skipper.

 

O barco

Tudo planejado é hora de verificar as condições do barco para a viagem:

“A manutenção do barco deve estar em dia para zarpar rumo a um cruzeiro a vela”, lembra o skipper Miguel Martignoni.

Verificar o estado do motor, checar o óleo, as correias, a bomba d'água, a bateria e o alternador são primordiais antes de cair no mar.

Após garantir que todos os equipamentos estão em bom estado e funcionamento é preciso pensar na segurança da tripulação. Os equipamentos de segurança, como: coletes salva-vidas, sinalizadores e caixa de primeiros socorros são essenciais para garantir o bem-estar dos passageiros em caso de acidentes em alto mar.

 

Alimentação

A alimentação deve ser balanceada. Ingerir grande quantidade de líquidos, principalmente água, é fundamental para manter-se hidratado durante todo o cruzeiro evitando a desidratação.

É importante que as refeições a bordo sejam de fácil preparo. O movimento do barco por causa das ondas e muitas vezes o mau tempo dificulta o preparo de um cardápio mais elaborado. Outra dica importante é levar alimentos que tenham um longo período de validade, ou seja, alimentos que duram mais e que não precisam de refrigeração.

 

Dicas extras

  • Navegar sempre mantendo uma distância segura da costa. Em caso de algum imprevisto, você terá tempo suficiente para pensar qual será a melhor escolha;
  • Checar o rádio de comunicação fazendo testes de chamada para estação mais próxima e, também, a outros barcos;
  • Checar as luzes de convés, bombordo e boreste, a luz de alcançada, de fundeio, do topo do mastro e as luzes internas e de bússola, além de ter boas lanternas disponíveis;
  • Tenha o barco bem abastecido com água potável e gasolina de boa procedência;
  • Verifique o gás de cozinha e se a mangueira que o liga ao fogão está em bom estado;
  • Verificar os extintores e as validades;
  • Linha de pesca e uma máscara de mergulho são bem-vindas;
  • Um inflável para desembarque, se possível, com um pequeno motor. Caso já o tenha, verifique as válvulas, a bomba para encher, um remo e uma revisão no motor;
  • Comunicar o seu destino e tempo previsto para o retorno ao clube que pertence, marina ou a familiares e amigos.

 

Você sabia?

Você sabia que existe uma Associação Brasileira de Velejadores de Cruzeiros? Lá você pode encontrar mais dicas sobre como preparar um Cruzeiro à Vela e ficar por dentro dos cruzeiros que acontecem em todo o País durante o ano todo. Acesse: www.abvc.com.br

Vanessa Xavier e Bruna Sales para Bombarco