Sua mensagem foi enviada com sucesso!
Ranking brasileiro de pilotos de jet ski

Blog

Ranking brasileiro de pilotos de jet ski

Esporte náutico e Lazer a Bordo 27/09/2010
Compartilhar

Os campeonatos de jet ski começaram a ser praticados no Brasil há duas décadas quando proprietários de motos-aquáticas promoviam corridas e gincanas com o apoio da marca Kawasaki, única fabricante do equipamento na época.

Hoje são muitas as marcas que fabricam diferentes modelos de jets e são patrocinadoras dos principais campeonatos da modalidade que conta com a participação de muitos pilotos. Muitos deles, aliás, considerados os melhores do País.

Segundo David Haddad Júnior, presidente da Associação Brasileira de Jet Ski (BJSA), o esporte ainda tem muito que crescer no Brasil:
“Ainda temos dificuldade com patrocínios de campeonatos. Hoje temos que contar com o apoio das prefeituras que, geralmente, tem verba reduzida para esse tipo de evento. Os fabricantes entram, às vezes, mas com pequenas cotas. Alguns até disponibilizam uma verba mais alta, porém exigem exclusividade”, explica.

Apesar de alguns obstáculos, de forma geral, o jet ski vem conquistando seu espaço com o apoio de muitos pilotos que se destacam pelos principais campeonatos da modalidade no País como: Campeonato Brasileiro de Jet Ski e Campeonato Brasileiro e Mundial de Jet Ski nas ondas Jet Waves. “Temos bons pilotos em atividade”, declara Haddad.

Quem são eles?

Alessander Lenzi
Nasceu em 1973, na cidade de Jaraguá do Sul, Santa Catarina. Em 1993 começou a praticar jet ski Freestyle e, desde então, adquiriu uma coleção invejável de títulos nacionais e internacionais, inclusive, foi o primeiro brasileiro a sagrar-se Campeão Mundial de Jet Ski na categoria.

Célio Vinícius
Goiano de apenas 28 anos, começou a pilotar moto-aquática com sete anos de idade: “Comecei com um jet do meu irmão e não parei mais”, lembra o piloto. Hoje Célio é considerado um dos melhores pilotos de jet do País. Ele tem sete títulos mundiais e 10 brasileiros no currículo. Só esse ano conquistou quatro grandes títulos:

“Está tudo indo muito bem. Só este ano foram três títulos brasileiros e um título europeu”, ressalta Vinícius que conquistou o primeiro lugar nas categorias Super Course Turbo GP, Runabout 1800 Stock e Super Course 1800 Stock, no 23º Campeonato Brasileiro de Jet Ski e o primeiro lugar no Campeonato Europeu de Rally (Euro Jet Raid).

Bruno Jacob
“Quando comecei aos 15 anos nunca imaginei chegar tão longe”, afirma Bruno Jacob, que aos 16 anos já se tornava campeão brasileiro.

Mas não pense que a vida do piloto é fácil. Para ser considerado um dos melhores do Brasil, Jacob se dedica muito.

“A preparação é intensa quase o ano inteiro. Desde a parte física, com corridas de 6 km três vezes na semana, além da malhação específica. Natação duas vezes na semana e treinamento com jet ski na água três vezes na semana. Quando os campeonatos estão próximos a intensidade aumenta ainda mais” explica ele.

A próxima participação de Bruno Jacob será na última etapa Mundial de Jet Ski em ondas, o Jet Waves, que acontece no Brasil entre os dias 22 a 24 de outubro:

“A preparação está a todo vapor para a última etapa do Mundial. Tenho grandes chances com meu jet ski aqui no Brasil”.

Brunna Luz
Com 19 anos a menina é a mais nova revelação do Jet Ski brasileiro. Estreou nos campeonatos da modalidade em 2007 e em 2009 tornou-se campeã brasileira do 22º Campeonato Brasileiro de Jet Ski, na categoria Runabout 1800 Stock. Este ano conquistou o 6º lugar na categoria SKI GP e 8º na Runaboat 1800 Stock.

Denísio Casarini
O paulistano já tem três títulos mundiais e 13 títulos de campeonatos brasileiros. Neste ano disputou quatro categorias no 23ª Campeonato Brasileiro de Jet Ski mas, um acidente na última etapa obrigou o piloto a abandonar a prova:

“Quebrei duas costelas”, explica Casarini, que desde os 12 anos já participa de competições da modalidade: “No meu ano de estreia fui campeão paulista na categoria novatos”, lembra.

Sobre o cenário da modalidade no Brasil, Deninho, como é chamado pelos amigos, afirma que, apesar do Brasil não ter muitos pilotos, tem competidores de muita qualidade: “Nossos pilotos são de nível internacional”.

Valdir Brito
Foi o destaque das duas últimas etapas do 23º Campeonato Brasileiro de Jet Ski, realizadas no mês de junho, na Represa de Furnas, em Boa Esperança, Sul de Minas Gerais. O piloto de São Paulo foi campeão na categoria Runabout Turbo GP, considerada a Fórmula 1 da modalidade e, também na GP Ski.

Bruna Sales para Bombarco
Foto: Bombarco