Sua mensagem foi enviada com sucesso!
A marcante relação do Rio Guaíba com o velejador Cícero Hartmann

Blog

A marcante relação do Rio Guaíba com o velejador Cícero Hartmann

Manutenção de Equipamentos 20/10/2011
Compartilhar

Cícero Hartmann, 48 anos, advogado. Com muitos anos de experiência na vela e títulos relevantes em sua carreira fora da advocacia, Hartmann veleja pelo clube Veleiros do Sul, nas categorias Soling e Oceano. Na Soling é comandante do barco Don't Let Me Down. Já conquistou o título de vice-campeão mundial de Soling de 2007; de bicampeão brasileiro de 470 (1983/1992); e, de bicampeão sul-americano de 470 (1981/1983).

Mas perguntado sobre uma situação extrema e marcante em sua vida na vela Hartmann relata um acontecimento ocorrido no Rio Guaíba quando tinha 15 anos e iniciava sua história com o esporte.

"Comecei a velejar aos 15 anos, na classe Pinguin (era a subsequente ao Optimist na época). Ainda não tinha o domínio do barco, mas me aventurava com os amigos. Um dia, velejava com um deles, o Luiz Fernando Staub, e fui orientado a me atirar na água para segurar a proa do barco que estava andando de ré, pois o leme havia soltado.

Meu parceiro não conseguia recolocá-lo. Com destreza, me atirei no Guaíba, dei um ponta na água. Quando virei para apanhar o barco, não consegui mais alcançá-lo. De fato, ele andava muito rápido, aproado no vento. Meu parceiro, não conseguia recolocar o leme e fiquei aguardando o desfecho.

Tentei manter a calma e só pensava como é que sairia daquela roubada. De repente, passou outro barco bem próximo de mim. Eu gritei muito, mas ele não me ouviu. Depois de uns dez minutos, cansado, nadando ao estilo cachorrinho, porque nem nadar direito eu sabia, apareceu um bote inflável com o Luis Augusto Melecchi para me salvar. Na verdade eles avistaram o barco, que estava à deriva, só então me viram.

Jurei que nunca mais velejaria. Mas menti para mim mesmo, já que jamais consegui abandonar a vela. Pretendo passar o amor pelo esporte e os aprendizados para os meus filhos. Valeu a experiência!"

Vanessa Xavier para Bombarco
Foto: divulgação