Sua mensagem foi enviada com sucesso!
Bakanna, um veleiro de muitas histórias e conquistas

Blog

Bakanna, um veleiro de muitas histórias e conquistas

Manutenção de Equipamentos 13/09/2010
Compartilhar

Alexandre Monteiro Dangas é um apaixonado pelo mar. Seu primeiro barco foi um Atol 23, carinhosamente apelidado de Bakanna. O veleiro esteve ao lado de Alexandre em muitas competições e protagonizou vitórias e histórias curiosas. Isso foi no passado pois, atualmente, Dangas é comandante do Mais Bakanna, um Fast 230 de 23 pés, que substituiu o antigo barco. Mas, nem por isso ele esqueceu das aventuras vividas junto ao seu primeiro veleiro.

Lembranças do Bakanna


“Poderia escrever sobre várias regatas e passeios ao lado do Bakanna. Mas, sempre me lembro de uma em especial: a 30ª Semana de Vela de Ilhabela, em 2003. Foi a minha primeira participação na competição com o Bakanna, a realização de um sonho. Começamos nossa viagem rumo à Ilhabela partindo de Ubatuba com um tempo horrível. Foram 10 horas de navegação para fazer um percurso que, geralmente, não passa de três horas e meia de viagem. Mas precisávamos partir mesmo com o mau tempo, caso contrário, não chegaríamos à Ilhabela em tempo para o evento. Depois de muitos banhos e muita chuva, a chegada na Ilha foi uma calmaria fantástica. Chegamos e fomos descansar para a tão esperada largada.

No entanto, muitas surpresas ainda estavam por vir. A tripulação formada por três amigos estava pronta para a estreia na Semana de Vela, quando logo após a grande largada a falta de vento e a forte correnteza impediram o avanço do Bakanna, obrigando eu e a tripulação a jogar ferro para não regredir no percurso.

Mesmo com o balão cheio a correnteza era muito mais forte. Por incrível que pareça ganhamos várias posições com o ferro na água. A briga foi muito cansativa e acabamos desistindo da competição e retornamos ao píer da Vila (ilha de Toque-Toque). Não havíamos chegado nem no primeiro terço do percurso. Apesar de estarmos chateados por não cumprir a primeira regata, estávamos muitos felizes por estarmos lá.

No restante da semana, todos da tripulação, menos eu, tiveram que ir embora. Diante disso, minha esposa e um amigo assumiram as posições antes ocupadas pelos outros tripulantes mesmo sem nunca ter participado de uma regata. Para minha surpresa conseguimos conquistar o segundo lugar logo de cara. Os dois quase me deixaram loucos com tantas perguntas, mas foram impecáveis.

As outras regatas foram da mesma maneira, intercalando entre segundo e terceiro lugar. Na somatória dos pontos colocamos o Bakanna em segundo na Classe Bico de Proa, faltando apenas a última regata em que a tripulação "oficial" estaria de volta.

Com muito orgulho minha esposa falou para os tripulantes "não façam nada de errado. Basta terminar a regata que manteremos o segundo lugar" e assim foi. Terminamos nossa tão esperada estreia na Semana de Vela de Ilhabela com um lindo troféu de segundo lugar na Classe Bico de Proa. Foi uma festa maravilhosa. Quero agradecer a todos que colaboraram com essa vitória. Parabéns!”

Bruna Sales para Bombarco
Foto: Bombarco