Sua mensagem foi enviada com sucesso!
Brunna Luz: uma grande e jovem campeã de jet ski

Blog

Brunna Luz: uma grande e jovem campeã de jet ski

Manutenção de Equipamentos 20/12/2010
Compartilhar

Com apenas quatro anos de idade ela já se aventurava nas ondas a bordo do jet ski do pai, em Cananéia, litoral sul de São Paulo. A única filha mulher entre três irmãos sempre viu seu pai como o seu maior incentivador para o esporte. Hoje, aos 19, Brunna Luz garante seu nome entre os grandes pilotos de jet ski do País:

“Lembro de minha primeira competição, em 2007, na cidade de Boa Esperança, em Minas Gerais. Não fui muito bem e cai na segunda bateria. Mas um amigo me disse que era normal e que eu seria campeã brasileira em, no máximo, dois anos se me dedicasse ao esporte”, lembra Luz.

E, foi exatamente o que aconteceu em 2009. Depois de conquistar títulos importantes no ano anterior, 2008 como: o bicampeonato Paulista, o vice- campeonato do Open Sea e 3 Horas de Endurance, o quarto lugar no Mundial categoria PRO Woman, Brunna Luz sagrou-se campeã brasileira na categoria 1800 stock, uma das mais fortes da modalidade, durante o 22º Campeonato Brasileiro de Jet Ski, que aconteceu na represa de Furnas, em Minas Gerais.  

Como se tornar um campeão?

“A dica para quem quer ingressar no esporte é que em primeiro lugar tire sua habilitação de arrais amador, documento necessário para pilotar um jet ski.

Após o documento adquirido é preciso muito comprometimento. Ninguém se torna um campeão da noite para o dia. Tem que haver muito esforço e treinar bastante. Hoje, treino não apenas no mar, como também na academia, pelo menos cinco vezes por semana.

O primeiro circuito, mais comum para os inexperientes, é o circuito com bóias. O ideal é começar pilotando um jet ski aspirado – com menor potência – e, após a experiência adquirida, passar para o jet turbo de 255 hp. Já para competições o indicado é um jet zero. No meu caso, corro com um modelo RXPX, que custa em média R$ 60 mil.Mas há no mercado modelos mais baratos.

Participar de campeonatos pequenos, no início também é bacana. Comece dos pequenos e se você se dedicar em, no mínimo, dois anos, já ganhará reconhecimento. Comecei competindo em 2007 e em 2009 me tornei campeã brasileira. Claro, graças a muita dedicação.

Lembro da emoção que senti quando larguei em primeiro lugar na categoria 1800 stock do Brasileiro. Eu nunca imaginava que isso poderia acontecer na segunda corrida da temporada e ainda levar o título da etapa. É tudo muito gratificante. Além do mais quando você concorre não só com meninas, já que no Brasil não existe uma categoria feminina. Me misturo com os meninos e é um aprendizado, uma grande preparação para competição mais difíceis.

Já para os iniciantes digo que o Campeonato Paulista é o começo de tudo. Daí para as competições maiores como: Brasileiro, Sul Americano, Americano e finalmente o Mundial é tudo muito rápido quando se tem força de vontade.

Apesar dos esforços e muitas vezes renúncias, já que ainda somos jovens, tudo vale a pena”.

Bruna Sales para Bombarco
Foto: Bombarco