Sua mensagem foi enviada com sucesso!
De barco de pesca a lancha passeio: a transformação de uma Carbrasmar 50

Blog

De barco de pesca a lancha passeio: a transformação de uma Carbrasmar 50

Manutenção de Equipamentos 21/02/2013
Compartilhar

Adepto da pesca oceânica, Gervásio Bonfim teve durante dez anos uma lancha Carbrasmar 50. Com o declínio da prática em São Paulo, onde o empresário vive e navega, a lancha de pesca perdeu um pouco do seu apelo, mas isso não fez Gervásio sequer cogitar a possibilidade de trocar o barco por um novo de passeio. A ideia do lancheiro foi muito mais ousada: ele decidiu transformar sua Carbrasmar 50 de 1992 numa lancha de passeio com toda a modernidade dos modelos atuais.

A decisão veio não apenas do apego de Gervásio à embarcação, mas também pelo fato do lancheiro achar um absurdo a forma como muitas pessoas se desfazem de bons cascos antigos e pelo prazer de provar que é possível, sim, transformar e modernizar uma lancha de pesca.

Gervásio procurou Abelardo Ferreira Santos, responsável pelo design de lanchas de muitos estaleiros nacionais, e pediu que o projetista colocasse no papel todas as ideias que ele teve para a transformação da sua Byruta's, como é batizada a lancha. Depois disso, começou o trabalho pesado na transformação da área externa da lancha. Em 11 meses, o barco de pesca ganhou um patamar na popa, o que o deixou com 53 pés, janelas maiores e com desenho mais moderno, e uma targa no flybridge com design encontrados nas lanchas top de linha atuais.

O casco foi modificado para se livrar dos furos para a saída de água, que Gervásio considera ultrapassados, pois se as bombas de porão não estiverem funcionando os sistemas do barco o informarão. O lancheiro brinca que olhar para fora do barco para ter certeza de que a bomba de porão está funcionando é o mesmo que olhar para do helicóptero para checar se as hélices estão rodando. A cor escolhida foi um marrom metalizado do catálogo da Ranger Rover 2013.

A transformação foi radicial, o próprio projetista admite que demorou alguns minutos para reconhecer seu projeto quando o viu quase pronto no fim de janeiro, no Guarujá. O barco estava no canal em frente ao Píer 26, onde todo o trabalho estava sendo executando, para que a equipe que trabalha na reforma pudesse marcar a linha d’água e passar a tinta venenosa. Abelardo estava do outro lado do canal, participando do Boat Xperience, e ficou impressionado ao ver seu desenho na água.

No final, Gervásio calcula que gastou R$ 600 mil na transformação da área externa e acredita que fez um ótimo negócio, pois não se encontra um barco como o seu no mercado por um valor tão baixo. Realmente, dificilmente se encontra uma lancha com mais de 50 pés por menos de R$ 1 milhão, especialmente um que tem cada detalhe do jeito que você quer. A questão de deixar a lancha a seu gosto foi outra vantagem vista por Gervásio na reforma, e ainda tem o fato do modelo ser exclusivo.

Mas a lancha ainda não está pronta. O trabalho na área interna do barco deve durar quatros meses e custar mais R$ 200 mil ao proprietário, que quer atualizar também as três cabines e dois banheiros da embarcação.

Nem tudo foi alterado

O lancheiro conta que já comprou a embarcação com o nome Byruta's e decidiu mantê-lo mesmo sem saber por que ele foi batizado assim. “Faz parte da história do barco,” explica. Os dois motores MAN 760 hp também forma mantidos.

 

> Pesquise empresas especializadas em manutenção de barcos no Guia de Empresas Bombarco!

> Encontre diversos modelos de lanchas à venda nos Classificados do Bombarco!


> Consulte o preço de lanchas na Tabela Bombarco


Marília Passos para Bombarco
Fotos: Gervásio Bonfim