Sua mensagem foi enviada com sucesso!
Márcio Schaefer – O responsável pela beleza dos modelos do estaleiro Schaefer Yachts

Blog

Márcio Schaefer – O responsável pela beleza dos modelos do estaleiro Schaefer Yachts

Manutenção de Equipamentos 28/03/2012
Compartilhar

"Transformar sonhos em realidade”. Essa é uma frase que se encaixa perfeitamente a Márcio Schaefer, fundador do estaleiro e projetista dos modelos produzidos pela Schaefer Yachts, empresa com sede nas cidades de Palhoça e Biguaçú, em Santa Catarina. A expressão pode ser usada para definir a carreira de Schaefer porque através do seu sonho, de projetar barcos, o empresário também desenvolve os projetos de objetos de desejo de muitas pessoas – barcos.

E não foi por acaso que Schaefer seguiu essa carreira. “Sou apaixonado pelo mar desde criança e iatista desde os 15 anos de idade. Morar em Florianópolis foi a minha maior motivação”, conta. No mar, o empresário participou de regatas por mais de 20 anos e acumulou várias vitórias, como o título de quatro vezes Campeão Brasileiro na classe Oceano, entre os anos 80 e 90, e a primeira colocação na regata Buenos Aires-Rio. “Minha experiência em competições totaliza cerca de 20 mil milhas navegadas. É um aprendizado que carrego até hoje”, explica Schaefer.

Das experiências vividas no mar surgiu a ideia de levar os seus sonhos à “terra firme”. “No início dos anos 80 percebi que queria cursar Arquitetura Naval. Após convencer a minha família que o meu destino era criar e projetar barcos decidi fazer o curso em Buenos Aires, na Argentina, atividade que me dediquei no período entre 1983 e 1985” recorda o empresário.

Schaefer iniciou a carreira como projetista de veleiros, mas acabou optando por desenhar lanchas por considerar este um mercado mais promissor. O empresário trabalhou em diversas construtoras de barcos no Brasil, Argentina, Espanha e Inglaterra atuando em diferentes áreas, como design, na área de projetos de novos produtos, construção de barcos de corrida em fibra de carbono, além de desenhar veleiros de 23 a 42 pés.

Foram os anos como velejador, associados a maturidade e o “know how” adquiridos com o trabalho no mercado náutico que permitiram que o projetista desse mais um passo na direção de tornar o seu sonho em realidade, e de quebra, tornar real o sonho de muitas outras pessoas que desejam comprar embarcações de luxo. “Toda essa intimidade com o mar me levou a fundar a Schaefer Yachts em 1982, quando projetamos os primeiros moldes da linha Phantom, a F6 e F240. Com o aumento da demanda, nos vimos obrigados a procurar novas instalações e lançar cada vez mais modelos sofisticados”, conta o projetista que avalia que exista mais de 2,5 mil barcos com a sua assinatura navegando pelos mares da América do Norte e do Sul, Europa, África e Oriente Médio.

Atualmente, a Schaefer Yachts fabrica lanchas de até 60 pés da linha Phantom, que até hoje nomeia as embarcações do estaleiro. São sete modelos de diferentes tamanhos que contam com produtos concebidos pela própria empresa feitos especialmente para a navegação nos trópicos.

À experiência no meio náutico do fundador da empresa foram agregados outros itens de grande valor para o estaleiro, como a tecnologia de ponta utilizada em uma máquina fresadora computadorizada que corta os moldes das embarcações em um sistema totalmente informatizado, ou a sofisticação e a elegância dos italianos – caso do modelo Schaefer 620 que, dependendo da escolha do cliente, pode ter a parte interna da lancha decorada pelo estúdio Pininfarina, parceiro do estaleiro.

Inteiramente voltado aos projetos das lanchas da sua empresa, Schaefer conta que não pensa em voltar a desenhar veleiros, e ainda promete novidades para este ano. “Em 2012 devemos lançar nosso primeiro modelo de 80 pés”, adianta.

Para ele, conceber lanchas para o mercado brasileiro exige algumas adaptações em itens que tradicionalmente uma embarcação apresenta “A principal diferença é a receptividade do público brasileiro, que gosta de navegar com amigos e festejar. Por isso optamos por uma área comum maior e espaços como cozinha gourmet e churrasqueiras em nossas lanchas”, explica.

Segundo ele, a emoção de ver um de seus modelos já pronto e navegando é uma “sensação de que todas as escolhas que fiz foram corretas. Além de sentir uma alegria imensa em saber que meus barcos são referência em tecnologia e sofisticação para o mercado”, encerra.

Juliana Barbosa para Bombarco
Foto: Divulgação