Sua mensagem foi enviada com sucesso!
Rolex Ilhabela Sailing Week: Tripulação testa Mussulo III na classe IRC

Blog

Rolex Ilhabela Sailing Week: Tripulação testa Mussulo III na classe IRC

Manutenção de Equipamentos 05/07/2013
Compartilhar

A estreia da classe IRC na Rolex Ilhabela Sailing Week é um dos grandes atrativos da 40ª edição da prova e está gerando bastante ansiedade nas tripulações inscritas para corre na categoria. Entre os 20 barcos inscritos, vale destacar o Mussulo III, que também faz sua estreia na Semana Vela de Ilhabela. Comandado pelo experiente José Guilherme Caldas, o Bavaria 55 chegou ao Brasil em 2011, depois de atravessar o Atlântico com seu capitão, e está sendo preparado para participar da Cape2Rio, regata que parte da Cidade do Cabo, na África do Sul, em janeiro de 2014, e tem o Rio de Janeiro como destino.

Caldas confessa que não tem experiência na IRC, mesma regra usada Cape2Rio, e que sua expectativa para a estreia do Mussulo III não são tão grandes, já que ele ainda está sendo preparada e a equipe não teve muito tempo para treinar. Mas a tripulação do Mussulo II é a mesma que do Hélios II, vencedor da Rolex Ilhabela Sailing pela classe RGS B, em 2012, então um bom nível da competição deve ser estabelecido. “Vai ser legal!,” comentou empolgado o capitão.

Muitos dos veleiros inscritos na IRC também competirão na ORC, como o Absoluto, o Angela Star VI, o Cutana, o Chroma, o Maestrale, o Maria Preta, o Maximus, o Miragem, o Orson, o Samurai, o San Chico, o Santa Fé, o Super Pimpo 2, o Tangaroa e o V8 Nitro. Mas o Montecristo, o Ruda, o Saravah e o Sessentão estão inscritos apenas na IRC.

Rating

Por se tratar de uma classe na qual correm barcos de diferentes tamanhos e modelos, a IRC utiliza um rating para corrigir o tempo dos barcos nas regatas e garantir um resultado mais justo, como acontece na ORC e RGS, por exemplo. Mas o mais interessante da IRC é que os métodos para calcular o handicap da classe são mantidos em segredo pelos administradores, o que impede que sejam desenvolvidos projetos de veleiros mais adaptados à regra e mantém a competitividade mais intensa.

Leia mais sobre o Mussulo III:
Travessia em solitário: o melhor e o pior da viagem


Redação Bombarco
Foto: Divulgação/Mussulo III