Sua mensagem foi enviada com sucesso!
Cuide do seu jet ski por dentro e por fora

Blog

Cuide do seu jet ski por dentro e por fora

Mercado 11/08/2014
Compartilhar

A manutenção do motor e outras peças internas jet ski é essencial para o bom funcionamento do equipamento. Mas as motos aquáticas também precisam de cuidados na parte externa para continuarem com a mesma aparência de quando saíram da loja – fator que pesa bastante na revenda.

•    Confira todos os jet skis à venda do Classificado do Bombarco!

Ações descuidadas e mau uso do equipamento podem causar danos ao casco do jet ski. O atrito com bancos de areia ou pedras no raso, deixar a moto aquática para na areia da praia, ou uma colisão durante uma manobra ou no desembarque podem riscar o casco ou, em casos mais extremos danificar peças internas.

No entanto, esses danos podem ser evitados com cautela e precaução durante o uso do jet ski. Confira nossas dicas!

90 centímetros

Enquanto estiver navegando, fique atento ao limite de 90 centímetros entre a linha d’água e o fundo, dessa forma poderá evitar um choque contra uma bancada de areia, por exemplo.

Inspeção

Alexandre Gregório de Moraes, representante de pós-vendas dos jet skis Sea-Doo, alerta o condutor a fazer uma inspeção visual antes e após o passeio, com isso será possível identificar danos iniciais que podem se agravar, como trincas ou água acumulada no caso, após o uso.

2 segundos

Moraes apresenta a regra dos dois segundos: “Durante a navegação, tente projetar, de acordo com a sua velocidade, onde estará em dois segundos e mantenha a concentração nesse ponto. Esse tempo funciona para que possamos tomar decisões e realizar manobras emergenciais com eficiência.”

Carreta

Marcelo Franco, da assistência técnica náutica Yamaha Motors, recomenda que a retirada do jet ski da água seja feito somente com uso de carreta. Para isso é necessário uma distância de 60 centímetros entre a linha d’água e o fundo.

Higienização e polimento

Para evitar pequenos arranhões no casco da embarcação, o concessionário autorizado Kawasaki, Sergio Luisi orienta ao proprietário fazer higienizações e polimentos na superfície.  

Reparos

Se a sua moto aquática já sofreu algum dano no casco ou vir a sofrer, não precisa se desesperar, Marcelo Franco explica que “quando o dano não afeta a parte estrutural do jet ski é possível fazer a reparação da fibra”. Para isso, o recomendado pelos especialistas é procurar uma rede autorizada da marca do seu jet ski.

“Se o casco for de fibra de vidro, existe grande chance de realizar o serviço. Hoje, tem produtos, de algumas marcas, que usam material de composto plástico mais fibra, e outros, 100% plástico, nesses dois casos não existe chance de reparo”, esclarece Sergio Luisi. Por isso, na hora se você ainda não tem um jet ski, fique atento na hora de escolher o seu.

Os valores dos serviços prestados pelas autorizadas pode variar de acordo com o modelo, a marca e o tipo de dano.

Alexandre Gregório alerta sobre a importância de procurar apenas revendas autorizadas para realizar os reparos necessários. “É onde você receberá orientações sobre os procedimentos necessários para uma reparação bem feita e sem dores de cabeça futuras,” afirma o representante da Sea-Doo.


Curta a página do Bombarco no Facebook e fique por dentro dos melhores negócios do mercado náutico!


Fabiana Lima para o Bombarco
Foto: Divulgação/Kawasaki