Sua mensagem foi enviada com sucesso!
Itajaí se prepara para receber a décima edição da regata Volvo Ocean Race

Blog

Itajaí se prepara para receber a décima edição da regata Volvo Ocean Race

Mercado 20/07/2011
Compartilhar

A cidade de Itajaí, em Santa Catarina, já se prepara para receber a décima edição da regata Volvo Ocean Race (VOR), maior regata de volta ao mundo. A competição terá início na província de Alicante, no Sul da Espanha, em outubro e terminará em Galway, na Irlanda, em julho, verão de 2012.

Durante os nove meses de competição, as equipes deverão velejar mais de 39 mil milhas náuticas (aproximadamente 63 mil quilômetros) pelos mares de Cape Town (África do Sul), Abu Dhabi (Emirados Árabes), Sanya (China), Auckland (Austrália), ao redor do Cabo Horn até Itajaí (Brasil), Miami (EUA), Lisboa (Portugal) e Lorient (França).

A abertura da Vila da Regata está prevista para o dia 4 de abril de 2012. No dia 20 de abril está agendada a realização da Pro-Am Race (regata local com a participação de qualquer embarcação interessada, incluindo amadores) e no dia 21 de abril acontece a In-Port Race (regata local disputada pelos barcos oficiais da Volvo Ocean Race).

No dia 22 de abril de 2012, será dada a largada da competição oficial, quando os barcos da Volvo Ocean Race deixam Itajaí com destino a Miami (EUA).

Segundo a organização do evento em Itajaí, o Estado de Santa Catarina foi escolhido para receber a Volvo Ocean Race após seleção criteriosa por parte da organização internacional da Volvo Ocean Race. Com a desistência do Rio de Janeiro, em virtude dos preparativos para os Jogos Olímpicos e para a Copa do Mundo, a Volvo Ocean Race passou a considerar outros municípios litorâneos com tradição náutica para sediar o evento. Após uma triagem inicial, chegaram como finalistas as cidades de Itajaí (SC), Angra dos Reis (RJ) e São Sebastião (SP). Os três municípios receberam a visita de técnicos da Volvo Ocean Race que avaliaram “in loco” as condições de cada cidade para receber o evento. Além da análise técnica, o que somou pontos à favor de Itajaí foi o total comprometimento das autoridades constituídas (Prefeitura e porto) e do próprio Governo do Estado, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

Ainda de acordo com a organização, o governo de Itajaí encara a Volvo Ocean Race como um marco para um novo impulso do desenvolvimento econômico e social da cidade e, por isso, tem investido em mudanças em virtude da regata. Serviços que já estavam sendo executados ganharam um novo incremento. É o caso da implantação do sistema de coleta de esgoto sanitária, que resultou na abertura de valas em diversas ruas da região central da cidade. Em virtude da VOR, todas essas ruas tiveram seu asfalto substituído, num programa chamado “Operação Tapete Preto”, que está nivelando toda a malha viária da cidade. Outra conquista nesta área é o programa “Itajaí mais iluminada e segura”, que está substituindo luminárias de toda a região central da cidade por equipamentos mais potentes. Também foi lançado o projeto “Itajaí mais Linda”, que estimula os moradores a embelezarem calçadas, muros, jardins e fachadas de suas residências, com dedução de até 40% do IPTU por dois anos consecutivos.

Em todas as áreas, como Cultura, Esportes e Educação, a Volvo Ocean Race tem sido motivo de realização de projetos específicos, visando preparar os cidadãos para receber bem as equipes e os visitantes.

A princípio, estão inscritas cinco equipes na Regata. A coordenação da Volvo Ocean Race, porém, acena com a participação de uma segunda equipe espanhola, que pode compor a sexta embarcação oficial disputando o evento.

Bruna Sales para Bombarco