Sua mensagem foi enviada com sucesso!
Manutenção preventiva e corretiva de motores de barco

Blog

Manutenção preventiva e corretiva de motores de barco

Mercado 19/05/2014
Compartilhar

O motor do seu barco, independente da potência ou sendo ele um motor de popa, centro ou centro-rabeta, precisa de cuidados para continuar funcionando bem, garantindo a segurança de todos a bordo da sua lancha e a economia de combustível. E o principal cuidado com o motor do barco é manutenção preventiva, recomendada pelo fabricante de acordo com o tempo de uso do motor.

Marco Antonio Pires da Claumar, empresa especializada em manutenção de motores de popa e centro-rabeta das marcas Yamaha, Bombardier (Evinrude), Mercury MerCruiser e Cummins, explica que na manutenção preventiva o motor é escaneado para verificar algum código apresenta defeito.

“Temos um software que faz a leitura do funcionamento do motor e quando tem algum defeito fica registrado no relatório emitido pelo programa,” conta Marco Antonio.

Além da análise eletrônica do motor do barco, durante a manutenção preventiva, são substituídas várias peças que se desgastam com o tempo de uso, de acordo com uma tabela do fabricante.

Marco Antonio lembra, ainda, que o atendimento do cliente e a manutenção podem ser feitas dentro da garantia do motor, mas o cliente precisa apresentar as notas fiscais das revisões anteriores. “Caso não tenha feito alguma revisão recomendada pela fábrica, pode perder o direito à garantia do produto,” alerta.

Contudo, a perda da garantia não é o único ônus do proprietário da lancha se não fizer as manutenções indicadas pelo fabricante do motor. Marco Antonio afirma que a manutenção corretiva serve para corrigir defeitos já existentes, que na maioria das vezes são causados pela falta de manutenção preventiva.

Os problemas mais comuns encontrados na manutenção corretiva são na parte de alimentação (combustível). “Ainda temos o hábito de fazer uso das embarcações apenas nas temporadas de férias (julho) e verão (janeiro a março), ou seja, os motores ficam parados com combustíveis velhos (contaminados) no tanque e, quando são colocados para funcionar, o sistema de injeção eletrônica de combustível (bicos injetores e bombas elétricas de combustível) travam,” explica Marco Antonio.

Para que o sistema volte a funcionar é preciso verificar as condições dos bicos e das bombas. Caso eles possam ser destravados e limpos, a equipe da Claumar limpa também todos os elementos filtrantes e fazem o teste na água. Mas, em casos extremos, é necessário substituir os componentes danificados por peças novas.

Quer saber mais sobre motores de barco? Mande sua dúvida para imprensa@bombarco.com.br!


Leia mais
Tipos de lanchas: qual o modelo certo para você?

Motor para barco: Diesel ou gasolina, qual o combustível certo para sua lancha?

Segurança a bordo: Como evitar incêndios no barco

Bê-á-bá do test-drive de barcos

Tipos de âncora e cuidados na hora de escolher a do seu barco


Curta a página do Bombarco no Facebook e fique por dentro de todas as novidades do mercado náutico.


Marília Passos para Bombarco
Foto: Divulgação/Mercury Marine