Sua mensagem foi enviada com sucesso!
Mercado náutico por elas

Blog

Mercado náutico por elas

Mercado 06/03/2015
Compartilhar

Para comemorar o Dia Internacional da Mulher, o Bombarco conversou com duas fortes e importantes personagens femininas do mercado náutico para saber o que elas acham do notável crescimento da presença das mulheres em um mercado tradicionalmente dominado por homens.

"Nós estamos presentes cada vez mais em cargos de direção em grandes companhias, de diversos segmentos. A entrada das mulheres, não apenas no nosso mercado, mas em todos, tem muito a agregar. Temos uma sensibilidade mais aguçada, o que não significa fragilidade. Se soubermos usar essa sensibilidade a nosso favor, teremos vantagem. Acredito que um time vencedor reúne homens e mulheres comprometidos com a empresa e seus objetivos," disse Roberta Ramalho, presidente da Intermarine.

Sob seu comando, o tradicional estaleiro paulista está reposicionado a marca, lançando novos produtos, voltando a atuar com força em mercados como o Sul e estamos nos preparando para exportar, além de uma série de outras iniciativas. "O meu objetivo é potencializar o que temos de melhor e nos aprimorarmos, consolidando nossa liderança em embarcações de luxo," completou a Ramalho.

  • Confira as lanchas Intermarine à venda nos Classificados Bombarco!


  • Acho que estamos seguindo uma tendência que ocorre em outros ramos também. As mulheres têm conquistado espaços importantes e também respeito, pois temos características que são muito favoráveis a postos de liderança, como saber lidar com muitas coisas ao mesmo tempo, ser prática, e ter poder de ação," reforçou Lorena Kreuger, Diretora do estaleiro Kalmar.

    'Mas sabemos que há muito chão pela frente até alcançarmos o nível de igualdade no mercado de trabalho, pois ainda há muito preconceito por aí e precisamos quebrar muitos tabus às vezes até carregados pelas mulheres. Eu nunca sofri com isso, pelo contrário, sempre tive muito apoio e respeito, mas soube também me posicionar para não abrir espaço para constrangimentos," completou Kreuger.

    A Diretora do estaleiro referência na construção de barcos em madeira "se desenvolveu pelo fato de eu ter herdado a empresa e mantido todo o vínculo emocional que a equipe precisava para ter a confiança na empresa. Ainda hoje nossa força está nisso. Creio que o fato de eu ser mulher tem pouca influência, talvez sirva como um exemplo e admiração para alguns, visto que a indústria náutica pode ser um ambiente bem hostil e demanda estômago, mas o que faço na prática são apenas as boas recomendações em gestão e administração de empresas".

    O Bombarco parabeniza todas as mulheres do mercado náutico neste 8 de março!

    Marília Passos para Bombaro
    Foto: Banco de Imagens