Sua mensagem foi enviada com sucesso!
O bom Mecânico

Blog

O bom Mecânico

Mercado 21/10/2009
Compartilhar

Sabe aquela imagem da oficina com chão repleto de graxa e óleo, parede com inúmeras fotos de mulheres e um mecânico com macacão igualmente imundo e sem muito ânimo para trocar a peça do cliente? Em tempos de mercado consumidor cada vez mais exigente e concorrência entre os profissionais cada vez maior, essa cena está condenada à extinção.

Hoje, o mercado requer um ambiente limpo e organizado e, sobretudo, com um profissional capacitado e bem informado sobre as novas tecnologias. Só assim, com atitudes inversamente proporcionais às citadas no primeiro parágrafo, esse profissional poderá ser bem sucedido, seja como proprietário ou funcionário.

Para o mecânico, Antonio Nogueira Abrantes Neto, no mercado náutico há mais de dez anos, a honestidade é a principal característica que um bom profissional deve apresentar. “Hoje é tudo eletrônico, basta o mecânico ligar o computador para fazer os reparos. Não é mais como antigamente, quando peças eram retiradas e o profissional mostrava para o cliente aquelas que realmente foram trocadas”, diz ele. “Ser honesto em tudo que faz sempre para não manchar ainda mais a imagem do mecânico, que já não é muito boa”, acrescenta.

Para Neto, um bom mecânico deve ser sempre humilde
A humildade também é outra característica importante num bom profissional. Assumir que não tem conhecimentos ou equipamentos específicos para realizar determinado tipo de conserto também é um ponto positivo hoje para um bom mecânico. “Se não tiver equipamentos certos não adianta ele mexer um motor, por exemplo. Hoje há motores que já saem travados da fábrica e só com computadores e técnicos especializados para fazê-lo funcionar”, justifica Neto.

Além de fazer o que gosta, é importante que um bom profissional fique sempre atento ao que há de mais novo no mercado e busque sempre cursos de especializações. A internet também é uma boa - e importante - fonte de informações. Hoje, não basta somente conhecer os defeitos, é preciso também entender o funcionamento das novas peças e acessórios.

Se antes, as ferramentas resumiam-se ao alicate e a chave de fenda, a tecnologia atual exige também equipamentos específicos e conhecimentos de informática. Muitos dos equipamenos de teste de inejção e outras avaliações específicas estão ligados ao computador. Saber informática virou uma necessídade até mesmo para os mecânicos. Se você deseja o sucesso profissional, que tal colocar em prática no seu dia-a-dia?

Um bom mecânico hoje precisa ser:


Ágil
Preciso
Gostar do que faz
Honesto
Humilde
Flexível
Capaz de adaptar às situações e novas tecnologias e sempre buscar conhecimentos
Estar sempre atento aos mínmos detalhes
Organizado
Responsável com os prazos de entrega
Ter iniciativa

Thassia Ohphata
Fotos: Cedidas