Sua mensagem foi enviada com sucesso!
O futuro do mercado náutico: você está engajado?

Blog

O futuro do mercado náutico: você está engajado?

Mercado 25/10/2010
Compartilhar

*Marcio Ishihara

Estive, pela primeira vez, no Fórum Nacional para o Desenvolvimento do Turismo Náutico do Brasil, que está na segunda edição, realizado dentro do São Paulo Boat Show. A organização do fórum está de parabéns pela iniciativa de um trabalho que, certamente, será mais um propulsor do mercado náutico no Brasil.

Vislumbrando um crescimento anual de 10%, o segmento náutico está bastante otimista. Mesmo que, nesse ritmo, ainda demore um pouco para o País se aproximar da realidade dos EUA ou da Europa, por exemplo.

O Fórum oportuniza a discussão com relação ao potencial do turismo náutico de águas abrigadas e do litoral brasileiro. Nas palestras ouvimos grandes personalidades como Lars Grael, que dispensa apresentação; Hermano Gonçalves, diretor do Departamento de Financiamento e Promoção de Investimentos do Ministério do Turismo; Marco Antonio Castelo Branco, ex-secretário de Turismo e Desenvolvimento Econômico de São Paulo; Marcio Dottori, diretor Técnico da GR1 Editora, entre outros não menos importantes, mas que têm em comum a paixão pela água.

Ficou claro que o desenvolvimento do mercado no Brasil enfrenta entraves políticos, muitas vezes causados pelo pouco conhecimento dos profissionais atuantes no setor.

Foi essencial a presença de políticos, no entanto fez falta a participação do lado mais interessado. Dos que sofrem diretamente com as decisões em torno das discussões abertas no fórum. Então, fica a pergunta, por onde andam os donos de marinas e os construtores de barcos que podem falar com clareza das dificuldades e das melhorias que devem ser feitas?

Falta divulgação, incentivo e interesse.

Agora que o ponta-pé inicial já foi dado, seria imprescindível que a discussão permeasse os outros 362 dias. Com metas e objetivos claros. Para que as sabias palavras pronunciadas ali tomem forma e gerem resultados. Uma instituição que pode contribuir é a Associação Brasileira dos Construtores de Barcos e seus Implementos – ACOBAR.

A equipe Bombarco está engajada no sentido de ajudar nessa busca por resultados positivos do mercado náutico. E você?

*Marcio Ishihara é arquiteto e urbanista, diretor-executivo do Bombarco e estudioso do segmento náutico.