Sua mensagem foi enviada com sucesso!
Soluções para tratar o esgoto dos barcos

Blog

Soluções para tratar o esgoto dos barcos

Mercado 07/03/2013
Compartilhar

Ao contrário do que acontece em muitos países, Austrália e Estados Unidos, por exemplo, aqui no Brasil os proprietários de embarcações não são obrigados a dar um fim apropriado ao esgoto gerado por seu barco. Mas quem gosta de navegar também gosta do mar e deve cuidar bem dele, por isso, quem tem banheiro no barco deve se preocupar com destino do esgoto e não simplesmente descartá-lo no mar. Listamos algumas soluções que a indústria náutica já criou para essa situação.

Caixa de esgoto e tratamento nas marinas


As caixas de esgoto são formas simples e baratas de recolher as águas negras da embarcação, mas como elas tem uma capacidade finita é preciso drená-las frequentemente - outro motivo para esvaziar sempre a caixa é evitar o mau cheiro que pode tomar conta do barco, capaz de estragar qualquer passeio.

A melhor forma de dar um fim ao esgoto acumulado nas caixas sépticas é jogando-o na rede de esgoto das cidades, garantindo, assim que ele será tratado e não vai poluir as águas. Algumas marinas já fazem a coleta das águas negras das embarcações de seus clientes, como a Tedesco Marina, em Balneário Camboriú, Santa Catarina.

Desde sua inauguração em 2006, a marina procura trabalhar com práticas ecologicamente responsáveis e tem um sistema, o Pump Out, que capta o esgoto das embarcações e direcionado para o tratamento de esgoto da cidade.

Você pode encontrar caixas de esgoto na loja Real Marine, com preços variados entre R$ 133,24 e R$ 317,46.

Tratamento interno


Outra solução, um pouco mais cara, mas ainda mais ecológica é o tratamento de esgoto dentro dos próprios barcos. Schaefer Yachts, Ferretti Group Brasil e Armada Yachts são alguns exemplos de estaleiros que já incluem um sistema de tratamento de esgoto entre os itens de série: o Biodegradator.

O Bidegradator é um digestor de material orgânico e recebe a água, urina e fezes da descarga das privadas. Esse digestor fragmenta a massa orgânica, o que facilita o trabalho das bactérias aeróbicas que degradam o material. A massa orgânica, depois de fragmentada é retida, junto com as bactérias, numa elemento filtrante de múltiplas camadas, onde vai sendo degradado.

O efluente final, que consegue ultrapassar as últimas camadas, já está praticamente livre de matéria orgânica.

O Biodegradator, da Kälte-Tec, tem dois modelos o Biodegradator M5, que é apenas o biorreator, e Bidegradator 3 em 1, que é biorreator mais a câmara de oxidação e filtro de refino, e vem em três tamanhos: com capacidade para 63 l, 140 l e 240 l.

Onde encontrar: Kälte-Tec



> Encontre empresas especializadas em manutenção de barcos no Guia de Empresas Bombarco!

> Consulte o preço de lanchas na Tabela Bombarco


> Encontre diversos modelos de lanchas à venda nos Classificados do Bombarco!



Marília Passos para Bombarco
Fotos: Schaefer Yachts, Real Marine e Biodegradator