Sua mensagem foi enviada com sucesso!
Jet Ski Yamaha VXR 2012: simples e eficiente

Blog

Jet Ski Yamaha VXR 2012: simples e eficiente

Meu Barco 21/02/2013
Compartilhar

Para quem gosta de adrenalina no mar, nada como pilotar uma moto aquática. Fabrizio Guerrato, fã da velocidade e velocidade proporcionadas pelos jet skis, pilota há quase seis anos e sua mais recente companheira de aventuras é uma Yamaha VXR 2012 vermelha. O assessor de imprensa de 28 anos pilotou uma Sea Doo RXP 215 por dois anos e em 2011 decidiu trocar de embarcação.

Pesquisando, encontrou na Yamaha VXR 2012 o melhor custo benefício, mas o que o conquistou mesmo foi a simplicidade da moto aquática. “Quanto mais eletrônico o jet, mais fácil quebrar, dar problema,” explica Guerrato que comprou a VRX em dezembro de 2011 na Safe Wave.

Guerrato aprecia também a praticidade que o jet ski proporciona, já que é ele é bem fácil  de transportar. O motonauta explica que deixa a moto aquática em uma garagem comum em São Paulo, onde mora, e a leva com ele para praia sempre que viaja. “Vou para muitos lugares do litoral Norte e Sul de São Paulo”, conta.

A Yamaha VXR 2012 tem capacidade para levar até três pessoas e tem um controle remoto com um botão que ativa ou desativa a ignição com apenas um clique, outro botão permite que a velocidade máxima e aceleração sejam reduzidas de imediato, garantindo segurança para pilotos iniciantes.

A boa navegabilidade da moto aquática é garantida pela fibra Yamaha NanoXcel que é 25% mais leve que a fibra convencional, o que diminui o atrito da embarcação com a água.

Mudança nas regras

Em 2012, as regras para obter a habilitação náutica mudaram. Antes era preciso apenas fazer uma prova teórica e acertar pelo menos 50% das questões para conquistar a habilitação de motonauta, mas com as mudanças na NORMAN-03, agora é preciso apresentar um certificado de horas embarcado. Ou seja, comprovar conhecimentos práticos sobre pilotagem de motos aquáticas.

Fabrizio garante que achou a medida excelente, pois considera “absurdo como antes as pessoas tiravam a carta de motonauta sem noção alguma de como pilotar uma moto aquática”. O assessor acredita que a exigência das aulas práticas é boa para a segurança dos banhistas e dos pilotos, além de ser boa também para o próprio jet, já que a pessoa entra na água mais preparada para lidar com o equipamento e menos propícia a cometer erros que podem danificá-lo.

O próprio Fabrizio obteve sua habilitação muito tempo antes da mudança nas regras e revela que muito do que aprendeu foi conversando com outros pilotos mais experientes e não no curso.

Concurso cultural “Você de Arrais”

Ainda não tem sua habilitação náutica? Se inscreva no concurso cultural “Você de Arrais” e concorra a um curso de Arrais ou Motonauta com todas as despesas cobertas. Confira os detalhes no site da promoção.


Confira todos os anúncios de jet skis no Compre sua embarcação!

 

Marília Passos para Bombarco
Foto: Arquivo pessoal/Fabrizio Guerrato