Sua mensagem foi enviada com sucesso!
Sea-Doo GTI 130: A laranja e branca de Alex Ferrari

Blog

Sea-Doo GTI 130: A laranja e branca de Alex Ferrari

Meu Barco 13/06/2013
Compartilhar

Sempre interessado por embarcações, Alex Ferrari aumentou há quatro meses a sua frota e comprou seu primeiro jet ski, um Sea-Doo GTI 130, para fazer companhia à sua lancha Ventura 215 na água. Lugar para navegar não é problema, já que o motonauta tem uma casa em Guararema, cidade no interior de São Paulo banhada pelo rio Paraíba do Sul. Mas Alex confessa gosta mesmo é de pilotar sua moto aquática em Igaratá, que curiosamente significa “canoa forte”, em tupi, e tem a Represa do Jaguari como principal ponto para passeios náuticos.

Custo-benefício

Alex conta que a decisão na hora da compra não foi tão difícil, graças à indicação do pessoal da Celmar Boats, de quem ele já era cliente, pois também comprou seu barco lá. O renome da marca e, especialmente, o custo benefício fecharam o negócio, no que Alex destaca que o modelo escolhido, que já vem completo de fábrica como standard, sairia na mesma faixa de preço que um básico de outra marca: em torno de R$ 42.700,00.

A Sea-Doo GTI 130 tem capacidade para levar três pessoas e um bom espaço de compartilhamento da parte dianteira, impermeável e com capacidade para 110 litros, além  de uma plataforma traseira de mergulho com carpete que também tem espaço para armazenar itens.

A moto aquática também vem equipada com sistemas de freio e ré inteligente (iBR): apertando uma vez a alavanca na manopla esquerda se aciona o freio e com mais um toque na mesma alavanca se aciona a ré. E para completar a tecnologia de Controle de Aceleração Inteligente (ITC) garante mais manobrabilidade e segurança, pois é possível dar a partida com jet ski em ponto morto sem que ele seja empurrado para frente.

A característica final da Sea-Doo GTI 130 que agradou Alex foram as cores branca e laranja, que o motonauta acha que ficaram muito bonitas no modelo.

Marília Passos para Bombarco
Foto: Divulgação/BRP