Sua mensagem foi enviada com sucesso!

Notícias

Condições do tempo continuam atrapalhando a dupla Scheidt e Prada na Espanha

07/04/2011
Compartilhar

Depois de mais um dia de ventos fracos, Robert Scheidt e Bruno Prada conseguiram manter o terceiro lugar na classificação geral da Star no Troféu Princesa Sofia, que reúne as classes olímpicas em Palma de Maiorca, Espanha.

Os brasileiros terminaram em 19º lugar a única regata da Star que conseguiu ser realizada nesta quarta-feira, dia 6, e agora, depois de cinco provas completadas e o descarte do pior resultado, somam 18 pontos perdidos.

Os líderes são Iain Percy e Andrew Simpson, da Grã-Bretanha, com sete, seguidos pelos poloneses Mateusz Kusznierewicz e Dominik Zycki, com 12.

Pela manhã, o vento fraco atrasou as largadas. A Star chegou a partir para a quinta regata da fase classificatória, que depois foi abandonada. Por fim, com o vento estabilizado entre 10 e 12 nós (de 18,5 km/h a 22,2 km/h), a regata largou novamente e, desta vez, foi até o fim.

O Troféu Princesa Sofia é uma etapa da Copa do Mundo da Federação Internacional de Vela (Isaf) e será usada por vários países como seletiva olímpica e preparação para o evento-teste para Londres/2012, marcado para agosto, em Weymouth. A competição marca, também, a abertura da temporada europeia de vela.

Scheidt e Prada venceram todas as competições que já disputaram em 2011, ano fundamental para a campanha olímpica para Londres/2012.

Foram ouro na Walker Cup (de 22 a 23 de janeiro) e, na sequência, na Rolex Miami OCR (de 24 a 29), primeira competição do ano a contar pontos para a classificação da Isaf. Em fevereiro, venceram a Semana Brasileira de Vela, em Florianópolis, confirmando a vaga na classe Star na equipe olímpica brasileira de vela.

Classificação geral após cinco regatas e o descarte do pior resultado

1º - Iain Percy e Andrew Simpson, Grã-Bretanha, 7 pontos perdidos (1+1+2+11+3)
2º - Mateusz Kusznierewicz e Dominik Zycki, 12 pontos perdidos (5+3+1+3+31)
3º - Robert Scheidt e Bruno Prada, Brasil, 18 pontos perdidos (3+6+4+5+19)
4º - Torben Grael e Marcelo Ferreira, Brasil, 20 pontos perdidos (4+5+12+2+9)
5º - Diego Negri e Enrico Voltolini, Itália, 25 pontos perdidos (7+9+8+1+11)

Redação: Bombarco
Fonte: Local Comunicação – www.localcom.com.br
Foto: Divulgação