Sua mensagem foi enviada com sucesso!

Notícias

Foi supostamente contido o vazamento de óleo no Golfo do México

28/05/2010
Compartilhar

Com a estratégia de injetar lama no poço de onde o petróleo tem vazado há mais de um mês, parece que a petroleira britânica, British Petroleum (BP), finalmente conseguiu estancar o problema.

Segundo o almirante Thad Allen, chefe da Guarda Costeira, ainda é cedo para saber se a vedação por injeção de lama no poço será mantida.

As próximas 12 a 18 horas são cruciais. A empresa BP divulgou que somente no domingo (30) saberá se o vazamento parou definitivamente.

Este é considerado o pior vazamento de óleo da história dos Estados Unidos. O derramamento de óleo começou no dia 20 de abril com a explosão da plataforma "Deepwater Horizon", no Golfo do México, que causou a morte de 11 pessoas e liberou um vazamento submarino de milhões de barris de óleo cru.

A plataforma afundou, 240 km a sudeste de Nova Orleans, dois dias depois do acidente. O custo da petroleira com as tentativas de conter o vazamento já ultrapassa U$ 900 milhões.

Com o desantre no Golfo do México, várias espécies estão em risco. Uma delas é a tartaruga marinha, que habita a costa do Mississippi, do Alabama e da Flórida. O óleo traz, ainda, prejuízos para a indústria pesqueira, que está paralisada.

 

Redação Bombarco