Sua mensagem foi enviada com sucesso!

Notícias

Participantes da Copa Suzuki Jimny esperam por ventos mais fortes em Ilhabela

24/03/2011
Compartilhar

A conclusão da primeira etapa da Copa Suzuki Jimny – Circuito Ilhabela de Vela Oceânica – será neste final de semana no litoral norte paulista. O objetivo da comissão de regata será realizar o maior número de provas, já que a falta de ventos e o mau tempo permitiram apenas a realização de regatas no sábado, dia 19, abertura do campeonato.

As disputas nas classes ORC, HPE25 e RGS estão bastante concorridas. Cerca de 40 barcos estão inscritos na competição, considerada uma das mais fortes de vela oceânica do País. Com melhor desempenho até o momento na classe ORC, o time do Orson/Mapfre, comandado por Carlos Eduardo Souza e Silva, abriu vantagem para o Alegria, de Carlos Alberto Gallo, e para o Touché, de Ernesto Breda. O atual campeão do Circuito Ilhabela na classe ORC-Club venceu uma prova e terminou a outra em segundo lugar.

Outro duelo que promete equilíbrio nas quatro etapas do circuito é o da classe RGS B, com três barcos com chance de título. O líder da classificação geral, depois de duas regatas, é o Anequim, de Paulo de Moura. A tripulação dele é seguida de perto pelos times do Palmares (José Romariz Filho) e Nomad (Mauro Dottori).

Premiação e brindes

No final da tarde do próximo domingo, dia 27, após a conclusão da primeira etapa Copa Suzuki Jimny, está prevista a premiação das tripulações mais bem classificadas nestes dois finais de semana. A solenidade no Yacht Club de Ilhabela terá como novidade o sorteio de produtos da Nautos.

Resultados da abertura da Copa Suzuki

As regatas da Copa Suzuki Jimny só ocorreram no sábado, dia 19, e fizeram parte da comemoração dos 40 anos da Capitania dos Portos de São Sebastião.  As provas foram realizadas com ventos variando de 6 a 10 nós.

ORC - 2 regatas

1- Orson/Mapfre (Carlos Eduardo Souza e Silva) - 3 pp (1+2)
2- Alegria (Carlos Alberto Ramalho) - 5 (2+3)
3- Touché Super (Ernesto Breda) - 7 (6+1)
4- Realizado (José Luis Apud) - 7 (3+4)
5- Asbar II (Sérgio Klepacz) 10 (4+6)

HPE - 3 regatas

1- Ginga (Breno Chvaicer) - 4 (1+2+1)
2- Ártemis (Mark Essle) - 11 (3+1+7)
3- Repeteco II (Fernando Haaland) - 16 (9+3+4)
4- Avanto (Dario Galvão) - 17 (6+9+2)
5- Vuarnet/Cotia (Eduardo Albernaz) - 18 (5+7+6)

RGS-A - 2 regatas

1- Fram (Felipe Aidar) - 3 (2+1)
2- Jazz (Valéria Ravani) - 3 (1+2)
3- Ianê-Transbrasa (Bayard Umbuzeiro Filho) - 6 (3+3)

RGS-B - 2 regatas

1- Anequim (Paulo de Moura) - 3 (2+1)
2- Palmares (José Romariz Filho) - 4 (1+3)
3- Nomad (Mauro Dottori) - 5 (3+2)

RGS-C - 2 regatas

1- Toy (Julio Lemos) - 2 (1+1)

RGS-Cruiser - 2 regatas

1- Cocoon (Luiz Marcelo Caggiano) - 2 (1+1)
2- Silence (Joaquim Prado) - 6 (4+2)
3- Ydypy (Marco Aleixo) - 6 (3+3)

Delta 32 - 2 regatas

1- Realizado (José Luis Apud) - 3 (2+1)
2- Palmares (José Romariz Filho) - 4 (1+3)
3- Anequim (Paulo de Moura) - 6 (4+2)

Skipper 21 - 2 regatas

1- Alegria (Carlos Alberto Gallo) - 2 (1+1)

Redação: Bombarco
Fonte: ZDL – www.zdl.com.br
Foto : Aline Bassi / Balaio