Sua mensagem foi enviada com sucesso!

Primeiro Barco

Lanchas usadas - Dicas na hora de comprar a sua.

1º Barco 10/10/2009
Compartilhar

Lanchas usadas - Na hora de comprar a sua lancha já usada é bom se precaver e se atentar nas dicas abaixo.

- Casco:
Se a pintura anticracas e o gelcoat da lancha têm trincas ou fissuras; se há bolhas no casco abaixo da linha d’água; se a laminação ao redor do eixo do leme está intacta e se o interior da lancha está seca, pois não pode haver água algumas no porão;

- Motor:

Se a temperatura da água e a pressão do óleo estão normais em velocidade de cruzeiro; se a rotação máxima é a especificada pelo fabricante e se o motor não faz ruídos estranhos, como estalos e sons metálicos. Verifique, também, se a pintura do motor está boa: bolhas indicam superaquecimento. Informe-se sobre o número de horas do funcionamento do motor e peça para ver os comprovantes das revisões periódicas.

- Leme e Direção:
Se o sistema hidráulico do leme e se as mangueiras de acionamento estão boas, sem vazamento. Verifique, também, se há vazamento na caixa de direção. O raio do giro deve ser o mesmo para os dois bordos.

- Sistema Elétrico:
Verifique nas Lanchas usadas se as soldas e emendas das conexões estão inteiras, se os fios estão presos e se as baterias estão com cargas. Teste o gerador para vê-lo funcionar com todos os equipamentos.

- Sistema de Propulsão:
Se o conjunto do acoplamento elétrico está inteiro, se as pás do hélice estão ilesas e como está o eixo e a bucha do pé-de-galinha.

- Ferragens, Ventilação e Iluminação:
Se cunhos, amarradores e olhais de amarração estão bons e se os guarda-mancebos estão firmes. Verifique se as gaiutas e vigias ficam perfeitamente vedadas.

- Água e Combustível:
Se as mangueiras, conexões, a braçadeiras e se os tanques da lancha estão limpos. Verifique se as bombas manuais e elétricas estão em perfeito funcionamento. E se os sanitários estão em ordem.

- Âncora e Salvatagem:
Na haste das pás não deve estar torta e as soldas precisam estar em perfeito estado. Verifique a validade dos sinalizadores, rações, balsa salva-vidas e extintores. Caso estejam vencidos ou em más condições, providencie a substituição.

- Reversor:
Veja se o óleo está esbranquiçado. Se isso acontecer, pode conter água. Não pode haver aumento de rotação.

Outras dicas importantes:


  • Verifique o desempenho da lancha na água, mas também faça uma avaliação da embarcação fora dela;

  • O casco deve estar sem rachaduras ou fissuras;

  • Se a lancha usada for de madeira, fique atento à calafetação entre as tábuas;

  • Se for lancha de alumínio, verifique o estado dos arrebites;

  • Evite comprar botes infláveis que tenham muitos remendos, que apresentem ressecamento ou rachadura da borracha;

  • Caso o motor seja de popa, retire-o para verificar o estado do espelho de popa do barco e o local de fixação do mesmo;

  • Durante um test-drive avalie o estado dos cabos de comando;

  • Observe se a lancha corta a água ou se a empurra. Prefira lancha com a proa mais afilada, que corta a água e consome menos combustível; as lanchas de proa arredondada, que empurra a água e exigem mais esforço do motor;

  • Em relação ao motor usado, peça a opinião de um mecânico de confiança;

  • Verifique se as bombas de esgoto estão funcionando direito.


Veleiros usados


Ao comprar um veleiro usado não deixe de observar:


  • Se as amarras, espias, escotas e adriças estão boas;
  • Se as costuras das velas estão boas ou se desfazendo;
  • Se as velas são içadas e arriadas facilmente;
  • Se o pé do mastro e a fixação dos acessórios de aço inox têm corrosão;
  • Se os rebites das luvas de emendas no mastro estão bons;
  • Se as roldanas giram livremente;
  • Se a fixação das cruzetas no mastro estão boas;
  • Se o estaiamento e os terminais de prensagem estão inteiros;
  • Se a fixação dos fuzis e olhais do estaiamento está firme;
  • Se os pinos de ligação do estaiamento com as cupilhas estão inteiros;
  • Se o enrolador de genoa está funcionando bem;
  • Se as pontas por onde passam os ovens estão boas;
  • Se ovens, adriças, escotas, catracas e moitões estão boas condições;
  • Se os parafusos da quilha estão firmes e se a junção com o casco está inteira.

      Dicas úteis na hora da compra:


      Em se tratando do primeiro barco, é preferível optar por uma embarcação fácil de pilotar, de manutenção simples e casco resistente, capaz de agüentar a dureza dos primeiros dias, até que o piloto novato pegue o jeito.


      Lanchas de grande porte são mais difíceis de manejar e de cuidar. Na dúvida, comece por um pequeno.

      Não se deve empregar todo o dinheiro na compra de uma lancha. É necessário reservar uma parte para as despesas de licenciamento, seguro obrigatório, seguro contra danos materiais, compra de equipamentos eletrônicos essenciais, como GPS e rádio VHS; âncora; defensas; cabos; material de salvatagem exigido pela Marinha; instalação de capota; acessórios e, por último, para pagar a marina ou clube náutico onde o barco ficará guardado. Se a ideia for guardar o barco na garagem de casa ou apartamento, reserve dinheiro para a compra de uma carreta.

      É imprescindível estar atento às condições de garantia e às normas de uso dos componentes da embarcação. É sempre aconselhável a escolha de produtos de qualidade comprovada. A ACOBAR criou recentemente o Selo de Conformidade com as Normas da ABNT para construção de barcos em fibra de vidro, que será afixado no casco daquelas embarcações fabricadas a partir de critérios rígidos de qualidade e segurança estabelecidos pela NBR 14574. O objetivo é sinalizar ao consumidor quais são as marcas e produtos que seguem as normas.


      Sempre que possível, o consumidor deve fazer um test-drive.


      Informação é essencial. Além de cursos de formação e atualização, é aconselhável a leitura de livros; a leitura regular de revistas especializadas (Náutica, Mar& Mar, Pesca, Mergulho e Velejar são algumas delas) e sites. Mantenha-se sempre atualizado em relação a novidades e lançamentos do mercado náutico e, se possível, freqüente feiras do setor.


      Quem, ainda assim, tiver dúvidas na hora da compra, deve pedir a ajuda de alguém mais experiente ou consultar um revendedor de confiança. Os brokers, em geral, têm bom conhecimento do mercado e podem sugerir as melhores opções, caso o consumidor se sinta inseguro para fazer a escolha sozinho.


      Evite fazer surpresas para a família ou para a mulher. A compra de um barco deve ser feita, de preferência, com o conhecimento de todos para que a família participe da escolha e para que todos desfrutem do lazer que o barco proporciona.

      > Consulte o preço de lanchas na Tabela Bombarco


      > Encontre diversos modelos de lanchas à venda nos Classificados do Bombarco!


      Fonte: www.acobar.com.br
      Fotos: Bombarco