Sua mensagem foi enviada com sucesso!

Primeiro Barco

O que é vela oceânica?

1º Barco 04/10/2012
Compartilhar

Se você sabe nadar pode aprender a velejar. Mas, antes disso, precisa entender o que é a vela oceânica e conhecer os princípios básicos desse esporte olímpico que já rendeu inúmeras medalhas ao Brasil, em especial com os atletas Robert Scheidt, Torben Grael e Lars Grael.

A vela envolve barcos movidos por propulsão à vela, onde se emprega somente a força do vento como meio de deslocamento. Genericamente podemos dividir os barcos à vela em barcos de monotipo e de oceano (os de grande dimensão que têm cabine, possibilitando residir a bordo e que costumam ter motor).

Na prática da vela oceânica existem velejadores em duas categorias principais: os cruzeiristas, que saem das águas abrigadas e navegam longos percursos chegando até a dar a volta ao mundo, como os atletas da mundialmente famosa Volvo Ocean Race; e, os regatistas, que competem provas de distâncias mais curtas marcadas por bóias.

Os veleiros de monotipo não costumam ter motor e são muito usados para as disputas em regatas. Atualmente são inúmeras categorias e muitos eventos e provas da vela. As regatas também podem ser divididas em flotilha, com a participação de vários competidores; duelo, chamado de "match-racing"; e, a regata em equipe, normalmente praticada em barcos de monotipo, com um complexo sistema de pontuação onde as equipes (separadas por clubes náuticos) competem entre si.

Os tópicos iniciais do aprendizado da vela passam por teorias sobre: nomenclatura náutica; posições relativas; instalação e regulagens de velas; manobras; aerodinâmica; triângulo do vento; aparelhamento e enxárcia; teoria do desequilíbrio; nós, entre outros aspectos.

 

As principais classes das regatas de oceano são:

Soto 40 – apesar de ser um barco monotipo compete na categoria de oceano;

ORC Internacional – compete utilizando uma fórmula internacional para determinar o melhor tempo;

BRA RGS – utiliza uma fórmula simplificada, é um sistema parecido nas medidas dos barcos;

HPE 25 – classe que existe há pouco tempo. HPE25 é considerado o mais interessante veleiro de alto desempenho que surgiu no Brasil nos últimos tempos;

J24 – classe internacional criada para atender as necessidades dos marinheiros     de recreação. É a classe mais popular do mundo;

IRC – utiliza uma fórmula para cálculo de tempo corrigido.

 

Entidades relacionadas:

ABVO – Associação Brasileira de Veleiros de Oceano (http://www.abvo.org.br/novo/)

ISAF – Federação Internacional de Vela (http://www.sailing.org/).


Vanessa Xavier para Bombarco - Com informações de Felipe Mello, da escola BL3 e de Odecio Adam, do clube Veleiros do Sul
Foto: Bruno Cocozza/Bombarco