Sua mensagem foi enviada com sucesso!
Quanto custa manter um barco?

Primeiro Barco

Quanto custa manter um barco?

04/01/2018
Compartilhar

Barcos são equipamentos que proporcionam inúmeras experiências inesquecíveis e momentos de lazer. Mas, ainda assim, não deixam de ser despesas, maravilhosas e que valem a pena, mas despesas. Afinal, não basta comprar o barco e colocar na água. Para mantê-lo funcionando e em bom estado é preciso atracar em um lugar seguro, fazer manutenção frequentemente e contratar alguém para cuidar e pilotar o barco, quando não é você mesmo quem assume o comando. 

 

 

Para ter uma ideia de quanto custa, em média, manter uma embarcação que tem, por exemplo, entre 30 e 40 pés, por um ano, colocamos na ponta do lápis todos os gastos. Acompanhe!

Veja preços de barcos até R$ 150.000,00 no classificados bombarco

Documentação e seguro

Para começar, é preciso estar com os documentos em ordem, então você deve regularizar junto a Capitania dos Portos.

São quatro os documentos essenciais para navegar com tranquilidade: o TIE/TIEM ORIGINAL (Título De Inscrição De Embarcação); o Termo de Responsabilidade, documento que expressa que o proprietário da embarcação se responsabiliza pela mesma para todos os fins; DPEM (Seguro Obrigatório de Danos Pessoais Causados por Embarcações ou por suas Cargas) juntamente com o comprovante de pagamento do mesmo, esse documento tem por finalidade garantir os danos pessoais causados por embarcações ou por suas cargas às pessoas embarcadas, transportadas ou não transportadas, inclusive, aos proprietários, tripulantes ou condutores das embarcações e seus respectivos beneficiários ou dependentes, esteja ou não a embarcação operando; e Carteira de Habilitação de Amador (Arrais, Mestre Capitão) do condutor da embarcação.



Cada uma delas tem uma validade diferente, sendo que o DPEM é o único que precisa ser renovado todo ano, o TIE/TIEM tem validade de cinco anos e a Carteira de Habilitação, de 10 anos. O valor gasto com toda a documentação depende do tipo de serviço prestado pelo despachante, a retirada e envio expressos de documentos, por exemplo, podem encarecer o custo final, mas a média do mercado fica entre R$ 400,00 e R$ 800,00. A esse valor é preciso acrescentar o preço dos cursos de Arrais Amador, que em São Paulo, por exemplo, fica em torno de R$ 1.200,00.

Você pode saber mais sobre como tirar habilitação náutica clicando aqui

Além do Seguro Obrigatório, outro gasto que vale muita a pena é o seguro do barco. Em geral, o valor do seguro varia entre 0,5% e 2,0% do valor da embarcação. Para chegar no preço final, leva-se em consideração os seguintes itens: tipo de embarcação (moto aquática, lancha, veleiro etc.); valor da embarcação; material do casco; comprimento; ano de construção; propulsão; local de guarda (marina, garagem etc.); e área de navegação.

Veja preços de barcos até R$ 300.000,00 no classificados bombarco.

> Se inscreva no nosso canal do Youtube e veja todos os vídeos do Bombarco. 


Vagas

O preço de uma vaga numa marina ou num iate clube depende de diversos fatores, desde a demanda/oferta de vagas na região e localização da marina até os serviços oferecidos e infraestrutura. A média brasileira é de R$ 60,00 por pé por mês. O preço varia entre R$ 40,00 a R$ 120,00 por pé por mês.

Preço médio da vaga por pé por mês

Centro-Oeste: R$ 40,50 (seca) / R$ 41,40 (molhada)
Sudeste: R$ 45,60 (seca) / R$ 40,20 (molhada)
Nordeste: R$ 35,70 (seca) / R$ 34,50 (molhada)
Norte: R$ 35,90 (seca) / R$ 33,90 (molhada)
Sul: R$ 35,10 (seca) / R$ 27,80 (molhada)

Saiba quanto custa para deixar sua embarcação em uma Marina: Solicitar orçamento



Assista também ao nosso vídeo, explicando os tipos de marinas e custos:

 




> Veja algumas Marinas e Iates Clubes clicando nesse link: Marinas no Brasil 


Manutenção

A principal peça que precisa de revisão frequente no barco é o motor, mas alguns acessórios, como geradores e aparelhos de ar-condicionado, também precisam de manutenção para continuar funcionado.

Acesso o site Guia do Capitão com a lista de todas as principais empresas náuticas do país.

É recomendado que, além de seguir a risca o calendário de revisões de cada motor, o proprietário aproveite esse período que o barco vai passar pelas mãos do concessionário para fazer uma revisão, mesmo que antes do tempo, nos demais itens, como sistema de refrigeração, geradores, baterias, bombas e quadro elétrico, além de uma inspeção visual no casco à procura de algum dano derivado do contato com pedras, troncos ou até mesmo com outros barcos. Importante: mesmo que a quantidade de horas de uso do motor não for atingida, recomenda-se não passar de seis meses sem esse processo de revisão.


O proprietário ainda terá que gastar com a manutenção mensal do barco, funcionar o motor semanalmente, limpar e verificar pequenos reparos para quando ele quiser sair tudo esteja em ordem. Alguns marinheiros são contratados a parte para esse tipo de serviço. Uma média de valor de manutenção considerada para embarcações de pequeno e médio porte é de R$ 800,00 contando com limpeza, peças e pequenos reparos.


Marinheiros

Mesmo para quem prefere pilotar a própria lancha, muitas vezes o salário do marinheiro entra na conta de gastos, pois é esse profissional quem mantém seu barco em ordem e até limpo. Não é possível definir um valor certo do salário base de marinheiros de esporte e recreio, pois a classe, apesar de estar lutando por isto, ainda não tem leis específicas que a regulamentem, mas conversando com alguns marinheiros, a contratação fica no mínimo R$ 1.500,00 podendo chegar a R$ 8.000,00 dependendo do currículo do marinheiro e do tamanho do barco.

Porém quem quiser contratar o serviço de uma saída de um dia, para passeios curtos, o valor fica entre R$ 150,00 e R$ 300,00

 

Combustível

 

Outro gasto que não dá para fugir é o combustível da embarcação. Geralmente o abastecimento é feito com diesel ou gasolina. Para isso, é importante identificar o modelo da embarcação, as informações técnicas do motor e dados sobre o consumo. Nesse vídeo, você entende um pouco sobre o assunto. Dê o play:

 



> Nossas redes sociais atualizamos com PROMOÇÕES, NOVIDADES e BRINDES. 

 

> Confira também a matéria completa sobre como tirar habilitação e fique por dentro dos conteúdos mais acessados do Bombarco! 

 

> Para seguir o Facebook

> Nosso Instagram

 
> Veja mais empresas que podem te auxiliar no Guia do Capitão
 

Redação: Bombarco
Foto: Montagem/Bayliner/Cc-nc.svg: Creative Commons