Sua mensagem foi enviada com sucesso!

Notícias

Bruno Jacob é um dos destaques na final do Jet Waves

16/11/2009
Compartilhar

O piloto Bruno Jacob, de Salvador (BA), é um dos destaques brasileiros no 11º Jet Waves World Championship (campeonato de manobras com jet ski nas ondas), que inicia no dia 23, em Balneário Piçarras (SC).

Até o momento já foram confirmadas as participções de 21 pilotos da África do Sul, Alemanha, Estados Unidos, Itália, França, Argentina e Reino Unido. Os 10 brasileiros confirmados irão representar os estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Bahia e Rio de Janeiro.

Apesar de jovem, Jacob é um piloto experiente. Em 2007 participou das quatro etapas do Jet Waves World Championship: 23º em Portugal; 9º na Espanha; 9º França e 5º Brasil. No ano passado ficou em terceiro lugar no Campeonato Brasileiro de Jet Waves.

Jacob também participa do Campeonato Brasileiro de Jet Ski e em 2004 foi campeão no Freestyle Amador. Antes de competir em Santa Catarina, participará do Campeonato Mundial de Jet Ski, nos Estados Unidos. Caso vença a categoria Freestyle Amador no próximo dia 16, poderá disputar o Freestyle Profissional, nos dias 17 e 18.

O piloto tem treinado intensivamente. Durante a semana cuida da parte física, com preparação em academia. Nos finais de semana, Jaboc realiza treino técnico com o jet, com ênfase no Freestyle, para o mundial nos Estados Unidos.

Do Arizona, Jacob segue para Florianópolis (SC), para os treinos específicos de jet waves. Sua meta é estar entre os quatro primeiros colocados da etapa. “Para isso é necessário ter um bom equipamento, procurar aproveitar ao máximo as ondas para surfar o melhor possível, conseguindo o maior número de pontos. Também arriscar nas manobras aéreas”, ressaltou.

Com o equipamento preparado pela Toco Racing em conjunto com a XFT, o piloto revela que já obtém resultados positivos nos campeonatos de freestyle e nos shows realizados. “No Balneário de Piçarras as ondas costumam ser pequena e a força do motor do meu jet irá ajudar bastante nas manobras de salto. Como as ondas não têm pressão para o surfe, a potência do jet pode me ajudar bastante”, justifica o piloto. Caso apareça uma onda favorável, tentará o back flip duplo que, segundo ele, nunca foi executado com perfeição em competições.



Redação Bombarco
Foto: Maurício Brandão