Sua mensagem foi enviada com sucesso!

Notícias

Categoria Stock Boat Class One do Campeonato Brasileiro de Motonáutica será na Lagoa Rodrigo de Freitas

17/05/2010
Compartilhar

A primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Motonáutica, categoria Stock Boat Class One será realizada pela primeira vez na Lagoa Rodrigo de Freitas, às 10h30 do dia 23 de maio de 2010.

O Campeonato Stock Boat é o renascimento da motonáutica brasileira, de volta ao cenário esportivo nacional para dar oportunidade a novos pilotos, mecânicos e toda a cadeia produtiva deste segmento. Trata-se de uma modalidade em que os competidores têm igualdade de condições, pois o conjunto (casco e motor) é idêntico para todos.

A motonáutica é praticada hoje nos principais países do mundo. No Brasil, após anos de glória nas décadas de 60 e 70, praticamente desapareceu do calendário esportivo nacional.

Apesar de serem chamadas “voadeiras” nos anos 50 e 60, as lanchas dos campeonatos eram mais barulhentas e com pouca agilidade. As corridas tinham público cativo e serviram de cena para o filme “Meus amores no Rio” (1958), dirigido por Carlos Hugo Christensen.

Os saudosistas lembram que os motores de popa eram enormes e as lanchas não tinham muita proteção. Já os barcos da Stock Boat possuem motores Mercury de 150 HP Optimax, e são construídos seguindo rigorosamente as normas internacionais de segurança da União Internacional de Motonáutica (UIM).

O Campeonato Brasileiro de Motonáutica, categoria Stock Boat Class One é a única homologada pela CBVM (Confederação Brasileira de Vela e Motor).  Nelson Bordallo, diretor técnico da CBVM, acompanhou as corridas nas décadas de 60 e 70, e dá seu depoimento:

“Chegamos a ter 200 barcos ou mais em campeonatos estaduais e brasileiro, nas categorias de esporte “s” (de motores de pequena à potência de dois mil litros), da classe “o” (os famosos catamarãs), e da classe “r” (os três pontos, ou seja, os motores de centro V8). Ou seja, todas as competições do brasileiro de motonáutica eram realizadas na Lagoa, e algumas estaduais nos clubes da Baía de Guanabara. Assisti a várias quebra de recordes, com pilotos de todo o Brasil.  Tinha cobertura da mídia nacional e internacional, e o público lotava as margens da Lagoa para ver os ases da motonáutica”, completa Bordallo.

O trajeto da corrida só será divulgado após os treinos livres e classificatórios, no dia 22 (sábado), a partir das 10h. Já neste dia, o público terá um gostinho do que será a prova do dia 23 (domingo), ver o design arrojado e a velocidade que os barcos podem atingir, cerca de 120 km/h, ouvir o ronco dos motores, e sentir a adrenalina e emoção de uma prova de motonáutica.

Mais informações sobre as etapas anteriores e como se tornar um piloto podem ser obtidas no site www.stockboat.com.br

 

Redação Bombarco
Fonte: BGS Assessoria de Imprensa
Foto: Bruno Castaing