Sua mensagem foi enviada com sucesso!

Notícias

Equipes que disputarão o Pan foram definidas em Santa Catarina

21/02/2011
Compartilhar

O time nacional de vela para os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no México, está praticamente fechado depois de cinco dias de seletiva no Iate Clube de Santa Catarina. As tripulações das classes Hobie Cat 16, Lightning, Snipe e Sunfish já foram conhecidas.

Faltam apenas os representantes na Laser (masculino e feminino) e RS:X (masculino e feminino), que serão definidos entre terça-feira, 22,  e o domingo, 27. Em paralelo, a seletiva olímpica apontará os integrantes da Equipe Brasileira de Vela, que representarão o País nas competições internacionais visando à classificação para a olimpíada de Londres 2012. São os velejadores das Classes Star, 49er, 470 (masculino e feminino), Finn e Match Race.

O domingo de sol, com ventos entre 10 e 15 nós, na praia de Jurerê, em Florianópolis, apontou o último representante no Pan de 2011 na classe Sunfish, a mais equilibrada da Semana Brasileira de Vela disputada por barcos da Laser Radial. O velejador do clube Veleiros do Sul, de Porto Alegre, Matheus Dellagnelo levou a melhor na somatória de pontos nas 11 regatas realizadas. O desempenho garantiu o jovem de 22 anos na competição de vela do Pan.

Dellagnelo vai usar, a partir de agora, um barco Sunfish cedido pela Confederação Brasileira de Vela e Motor.

Na classe Hobie Cat 16, a dupla de Ilhabela (SP), Bernardo Ardnt e Bruno Oliveira, representará o Brasil no Pan depois da frustração na edição passada. Nos Jogos de 2007, os dois lideravam a competição com facilidade e tinham a medalha de ouro assegurada antes das últimas regatas, mas os adversários fizeram um protesto por causa de uma suposta irregularidade em um componente do barco brasileiro, e os juízes decretaram a eliminação.

No sábado, 19, a equipe de Lighting foi conhecida após nove regatas. Os velejadores do Yatch Clube de Santo Amaro (SP) Cláudio Biekarck, Gunnar Ficker e Marcelo Batista da Silva vão tentar melhorar o desempenho da edição passada, no Rio de Janeiro, quando terminaram a competição com a medalha de bronze.

A dupla Alexandre Tinoco e Gabriel Borges, do Rio de Janeiro, derrotou os últimos dois campeões Pan-Americanos de Snipe (Alexandre Paradeda / Rio 2007 e Bruno Bethlen/ Santo Domingo 2003) e garantiu vaga no México com duas regatas de antecipação. A parceria vai disputar o primeiro Pan da carreira.

Seletiva olímpica

A seletiva pan-americana da Semana Brasileira de Vela reuniu desde quarta-feira, 62 embarcações e 95 velejadores. A programação prossegue nesta segunda-feira, 21, com a pesagem dos atletas das classes olímpicas. A seletiva olímpica começa amanhã, 22, com regatas a partir do meio-dia.

Os favoritos das classes olímpicas já estão no Iate Clube de Santa Catarina treinando na raia montada em frente à praia de Jurerê. O campeão mundial de Laser e Star e dono de quatro medalhas olímpicas, Robert Scheidt, chegou à Florianópolis no sábado à tarde trazendo seu barco. No início da tarde do domingo colocou o veleiro na água e já saiu para o primeiro treino, ao lado do proeiro Bruno Prada.

Seu principal adversário na Classe, Torben Grael, veio um pouco antes e treinou nos últimos dois dias com Marcelo Ferreira. Como Lars Grael não participará da seletiva, em função de compromissos pessoais, a disputa na Star deverá ficar restrita às duas duplas.

Os atletas da classe RS:X também já chegaram. O bicampeão pan-americano Ricardo Winicki, o Bimba, é o favorito para confirmar a vaga para Guadalajara e continuar com apoio financeiro da CBVM.

Na seletiva, o principal adversário de Bimba será o próprio jovem Albert Carvalho, que faz parte do projeto social Bimba Windsurf, em Búzios.

Na classe Finn, o duelo deve ficar entre Jorge Zarif e Henry Boening. Zarif teve os melhores resultados na categoria em 2010. Ele quer repetir a boa temporada e continuar na Equipe Brasileira de Vela.

Redação: Bombarco
Fonte: ZDL – www.zdl.com.br
Foto:
Fred Hoffmann / ZDL