Sua mensagem foi enviada com sucesso!

Primeiro Barco

Bê-á-bá do test-drive de barcos

1º Barco 31/10/2013
Compartilhar

O test-drive é umas das melhores partes do processo de compra de um barco. Você assume o comando do barco como ele fosse seu e sente seu desempenho. Mas é importante lembrar que o teste não é um passeio de barco, como destaca Marcello Branchini da Alosio Christiansen Broker. Em cerca de 20 minutos, estima o broker, dá para conhecer tudo o que você precisa sobre o barco. Então, para você não perder um precioso tempo a bordo da sua possível futura lancha, listamos os principais itens em que você deve prestar atenção durante o test-drive do barco.

Estabilidade

Fique atento para sentir se o barco balança muito em movimento. Edmar Alves, da Mar & Vela, aconselha a andar um pouco pelo barco para sentir se ele aderna com facilidade. Preste uma especial atenção nas curvas!

Decolagem

Os especialistas entrevistados pelo Bombarco (Marcello, Edmar e Celso Del Poente, da All Flags) foram unanimes em dizer que é preciso observar quanto tempo o barco leva para decolar, ou seja, sair do zero até a velocidade de cruzeiro .

Edmar ainda sugere fazer um teste acelerando rápido e mais uma vez em seguida para ver se a popa do barco afunda demais, deixando água entrar.

Barulho

Os ruídos do motor podem ser decisivos na escolha do motor. Quem prefere o silêncio para navegar não gostará de ouvir o ronco do equipamento vindo da casa de máquinas, mas quem gosta do som  da potência da lancha sentirá falta do barulho.

E ouça todo o barco durante o test-drive. Edmar comenta que se o barco faz muito barulho, range muito quando está navegando, pode ter problemas de estrutura nas anteparas.   

Igual ou parecido

Nem sempre o barco teste é o mesmo barco que será comprado, por isso, é importante fazer o test-drive num barco com a configuração mais próxima possível da que você quer. A presença ou ausência de geradores, equipamentos de ar-condicionado e outras peças influencia no peso e consequentemente no desempenho da lancha.

O motor também deve ser o mesmo, destaca Branchini, pois a potência e  o peso do equipamento fazem toda a diferença: “Mudou o motor, mudou o barco”.

Considere também as condições do mar onde você está fazendo o test-drive e onde pretende navegar. Existe um barco mais indicado para cada tipo de mar.

Evite frustrações

Mais uma dica do broker Branchini, mas para antes do test-drive: defina exatamente o que você está procurando em um barco. Assim você não perde o seu tempo nem toma o tempo de quem está apresentando o barco para você.

Só faça o teste se você realmente pode comprar o barco, considere suas condições pessoais (capacidade e conforto), financeiras (quanto o barco custa e quanto você pode/quer pagar) e logísticas (o lugar onde você navega tem que ter estrutura para receber um barco deste porte). Nada é mais frustrante que pilotar um barco incrível e não poder comprar.

Edmar atenta ainda para a importância de contratar um broker para acompanhar toda a compra: “O papel do broker não é vender, mas indicar o barco certo para cada cliente”.

Marília Passos para Bombarco
Fotos: Divulgação (Sea Ray, Fibrafort, Boston Whaler)