Sua mensagem foi enviada com sucesso!

Primeiro Barco

Segurança a bordo: Como evitar incêndios no barco

1º Barco 29/04/2014
Compartilhar

Incêndios são o quinto tipo mais comum de acidentes com barcos, segundo a Marinha do Brasil. E fogo a bordo pode não só estragar o passeio, como destruir o barco permanentemente e colocar em risco a vida do comandante e seus convidados. Confira algumas dicas para garantir a segurança a bordo da sua lancha ou veleiro!

Respeite as regras e sigas as instruções

Noções de combate e previsão de incêndio fazem parte do curso de Arrais-Amador e essas informações não valem apenas para te ajudar a passar na prova da Marinha obrigatória para quem quer conduzir embarcações de esporte e recreio, mas são importantes para a segurança de todos a bordo.


Por isso, vale lembrar que a NORMAN-03 determina o número de extintores indicados para cada embarcação e o local onde eles devem ser colocados. Barcos motorizados com até 8 metros de comprimento (26 pés), por exemplo, precisam ter um extintor do tipo B-1 próximo ao motor. Já barcos maiores, com até 12 metros (cerca de 40 pés), devem ter três extintores do tipo B-1, dois perto do motor e um próximo ao comando.

Confira todos os barcos de até 40 pés à venda no Classificado do Bombarco!

Para embarcações com 12 metros de comprimento ou mais também é recomendada a adoção de detectores e alarmes de incêndio na casa de máquinas, cozinha ou qualquer outro cômodo onde sejam armazenadas substâncias inflamáveis, diz a Norma de Autoridade Marítima.

A Marinha do Brasil recomenda, ainda, que, antes de levantar âncora, o comandante da embarcação faça uma inspeção checando se há vazamentos de combustível, especialmente no compartimento dos motores, e verifique as fiações e os fusíveis dos quadros elétricos, além de substituir as tubulações de combustíveis gastas para evitar incêndios a bordo.

A NORMAN-03 pode ser lida aqui!

Cuidados com o extintor

Ainda é importante lembrar que ter o extintor a bordo não basta. A equipe da Extintec, que comercializa extintores de incêndio há 16 anos, explica que  é preciso tomar alguns cuidados com o equipamento para não ficar na mão em um momento de apuro.

O primeiro e mais básico cuidado é checar a data de validade do extintor, que geralmente é de três anos no caso de um extintor novo e de um ano após a primeira recarga.

Mensalmente, o proprietário ou comandante do barco deve fazer uma inspeção visual do lacre e do nível do conteúdo do extintor de incêndio. E o equipamento deve ser deixado fixo, num local de fácil acesso, mas longe do contato da água.


Leia mais
5 motivos para você comprar um barco

Dicas para comprar o 1º veleiro

Motor para barco: Diesel ou gasolina, qual o combustível certo para sua lancha?

Bê-á-bá do test-drive de barcos


Curta a página do Bombarco no Facebook e fique por dentro de todas as novidades do mercado náutico.


Marília Passos para Bombarco
Fotos: Marília Passos/Bombarco