Sua mensagem foi enviada com sucesso!

Primeiro Barco

Dicas de manutenção do seu barco

1º Barco 23/09/2009
Compartilhar

Uma boa manutenção pode ajudar a evitar surpresas desagradáveis. Para uma boa manutenção, o ideal é seguir a orientação do fabricante do barco, do motor e dos demais componentes. Também é importante observar com atenção todos os detalhes de funcionamento do barco, dentro d’água e fora dela. E fazer checagens periódicas do casco; do motor; da parte elétrica e das baterias; do gerador; do sistema de bombeamento da água do porão; dos reservatórios de água e de combustível; do sistema hidráulico; dos sanitários e do sistema de esgoto (mangueiras, abraçadeiras e caixas de contenção); dos equipamentos de segurança; dos equipamentos eletrônicos; dos cabos e âncoras; do gás de cozinha e dos bicos do fogão; entre outros ítens.

 

Fibra de vidro

Em relação ao casco, o principal cuidado é com o gelcoat, um tipo de esmalte especial que forma a camada externa que impermeabiliza e protege a fibra. Já em relação à fibra, a principal preocupação é não permitir que a mesma absorva água, processo conhecido como osmose (Como se livrar das bolhas (osmose) no casco da sua lancha?) e que compromete a rigidez e a segurança da embarcação. O principal sintoma de fadiga do gelcoat é o aparecimento de pés-de-galinha, um tipo de fissura com dois ou três sulcos saindo mesmo ponto, formando um desenho semelhante ao pé da ave, que logo começa a descascar, deixando a fibra à mostra.

 

Mesmo os melhores gelcoats precisam de algum cuidado para preservar seu acabamento. Lavar o casco com água doce sempre que possível, ajuda a conservar. Uma vez por ano, é aconselhável lavar todo o casco com água e detergente suave biodegradável (o de louças serve) ou com sabão neutro, secar bem e aplicar uma camada de cera de alta qualidade sobre toda a superfície lisa do barco.

 

Depois, é só lustrar com uma flanela, toalha ou seca. O mesmo detergente ou sabão neutro, quando aplicado com uma esponja macia, pode remover manchas de sujeira ou encardidos. Para dar brilho a superfícies opacas, o segredo é lustrar com compostos de polir automóveis que tenham consistência fina. Pequenos arranhões ou abrasões que não atravessem o gelcoat, podem ser removidos com lixa d'água 600, polimento e cera.

 

Ao aparecer pés-de-galinha, aplicar de mediato uma tinta à base de polipropileno ou epóxi. Arranhões mais profundos ou pontos danificados pela osmose devem ser reparados por profissionais especializados ou pelo próprio fabricante do casco. Nesse caso, será preciso retirar a parte comprometida e preencher esses espaços com fibra impregnada com resina.

 

Se o barco fica em vaga molhada, é importante retirá-lo periodicamente para a limpeza do casco abaixo da linha d’água. As cracas devem ser retiradas com um raspador de madeira (espátula), para não danificar o gelcoat.

 

A parte interna do barco também precisa ser arejada e limpa com frequência, especialmente se houver cabine com quartos, colchões, carpetes e outros acessórios que podem ficar mofados.

 

Para a limpeza dos estofamentos, o ideal é usar um pano umedecido com água e detergente suave biodegradável ou sabão neutro. Líquidos para limpeza de estofados podem ser usados, mas recomenda-se experimentar antes numa área pequena.

 

Aço Inox

As peças em aço inox também precisam de alguns cuidados específicos. Elas se contaminam ao contato com peças de aço comum e acabam oxidando. É importante evitar o contato de objetos de ferro ou aço com o inox. A contaminação pode afetar profundamente a peça e a remoção da oxidação é difícil. Quando acontecer, uma solução levemente ácida (à base de vinagre ou de limão) deve ser usada na limpeza. É normal que o aço inox exposto à maresia apresente uma oxidação superficial de cor escura. Essas manchas podem ser removidas com limpadores de metal (Kaol ou Brasso) ou também com uma solução de vinagre ou suco de limão.

 

As peças metálicas (de inox e alumínio) devem ser lavadas periodicamente e protegidas com óleo do tipo WD-40.

 

Produtos proibidos a bordo

Esponjas ou palhas de aço devem ser totalmente evitadas, seja para limpar superfícies de fibra, seja para limpar peças de metal ou de aço inox. Além de impróprias por arranhar o gelcoat, seus resíduos podem causar sérios problemas, penetrando na fibra e formando manchas de ferrugem cuja remoção é impossível. Produtos de limpeza à base de cloro, assim como saponáceos e sapóleos abrasivos (em pasta ou em pó), também são desaconselháveis, pois além de quimicamente nocivos ao gelcoat, destroem o brilho das superfícies.

 

As empresas que podem te ajudar na manutenção do seu barco você encontra no Guia de Empresas Bombarco!


Redação: Bombarco
Fonte: Acobar
Foto: Bombarco